Grupo chinês afirma ter testes de vacina com 100% de eficiência contra Covid-19

No último domingo (28), o grupo farmacêutico chinês China National Biotec Group (CNBG) informou que uma vacina contra o coronavírus tem sido desenvolvida pela empresa, mostrando-se capaz de imunizar todas as pessoas que receberam as doses. Foram 1.120 indivíduos que participaram desta etapa, sendo que todos produziram anticorpos contra o vírus causador da Covid-19.

“Com referência a produtos similares no passado, combinados com dados humanos existentes, sugere-se inicialmente que a nova vacina desenvolvida seja segura e eficaz”, diz o texto publicado pela CNBG na rede social chinesa WeChat.

Na nota, o grupo também disse ter construído uma fábrica em Pequim com capacidade de produzir até 120 milhões de unidades da vacina a cada ano.

Em 11 de junho, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que o Instituto Butantan vai produzir uma outra vacina chinesa contra o novo coronavírus, em parceria com o laboratório chinês Sinovac Biotech.

Além disso, o governo brasileiro anunciou, no último sábado (27), uma parceira com o Reino Unido para a produção da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca no combate ao coronavírus. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), localizada no Rio de Janeiro, receberá a tecnologia e insumos.

Na primeira fase do acordo, o Brasil contará com 30,4 milhões de doses, e o valor da parceria é de US$ 127 milhões, sendo os custos de processo de transferência de tecnologia estimados em US$ 30 milhões.

Outros avanços

Um dos laboratórios chineses mais avançados em busca de uma vacina contra o novo coronavírus, Sinovac teve dois novos avanços promissores. De acordo com a agência Bloomerang, mais de 90% das pessoas que receberam doses da vacina produziram anticorpos contra a Covid-19 num intervalo de 14 dias. Além disso, também não foram encontrados efeitos colaterais que coloquem em risco o prosseguimento dos testes da vacina, que foi denominada de Coronavac.

O anúncio desse domingo se refere a estágios anteriores dos testes, as fases 1 e 2, feitas na China. Foram 743 pessoas saudáveis, com idades entre 18 e 59 anos, receberam doses da vacina ou de placebo de comparação. De acordo com a Sinovac, as descobertas mais recentes serão publicadas em artigos científicos.

Comentários estão fechados.