EsporteFutebolNotícias

Incêndio em CT do Flamengo deixa dez mortos e três feridos

O mundo do futebol amanheceu mais triste na manhã desta sexta-feira. Um incêndio, ocorrido nos alojamentos do Centro de Treinamento Ninho do Urubu, pertencente ao Flamengo, no Rio de Janeiro, vitimou pelo menos dez pessoas e deixou três feridas, sendo uma delas em estado grave. As vítimas seriam jogadores das categorias de base e funcionários do clube.

O fogo atingiu os alojamentos que abrigavam as categorias de base do clube, no final da madrugada desta sexta-feira, enquanto os jovens atletas dormiam. Segundo informações internas, a tragédia só não foi maior porque muitos dos jogadores haviam voltado para suas casas após o clube suspender os treinos de quinta e sexta-feira por causa das fortes chuvas que assolam o estado. Permaneceram no CT apenas aqueles que moravam muito longe.

Apesar de já se ter o número de vítimas, a identificação dos corpos ainda não foi completada. O Corpo de Bombeiros chegou a informar que todas as vítimas eram adolescentes, mas nada foi oficializado.

Até agora se tem a confirmação de apenas três das vítimas fatais:

Arthur Vinícius de Barros Silva Freitas, que completaria 15 anos amanhã;

Christian Esmério, goleiro do clube;

Pablo Henrique da Silva Matos, de apenas 14 anos.

Os três feridos já foram identificados:

Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos;

Francisco Diogo Bento Alves, de 15 anos;

Jhonatan Cruz Ventura, de 15 anos, que se encontra em estado grave, com mais de 40% do corpo queimado.

Segundo entrevista do jovem jogador Felipe Cardoso, do sub-17 do Flamengo, ao canal “Coluna do Flamengo”, o incêndio teria começado no seu quarto, no ar-condicionado.

“O incêndio começou no meu quarto. O ar-condicionado começou a pegar fogo e eu saí correndo. Graças a Deus consegui correr e estou vivo”, disse Felipe.

O jovem ainda lamentou a morte de seus companheiros.

“Estou muito mal por não ter conseguido tirar todos meus irmãos. Estou bem, por pouco não estaria mais vivo. Deus é maravilhoso. Luto eterno. Eu só quero esquecer as cenas”, finalizou.

Fechar