Com o objetivo de ofertar a jovens em vulnerabilidade social a oportunidade de se profissionalizar, o Instituto Ser+, que desde 2014 atua na criação e desenvolvimento de oportunidades para a juventude, em parceria com a Gerdau, maior empresa brasileira produtora de aço, está com 120 vagas abertas para o programa Start Gerdau. A iniciativa oferece cursos profissionalizantes para moradores das cidades Divinópolis, Ouro Branco e Barões de Cocais (MG), além de Recife (PE) e Sapucaia do Sul (RS).

Os cursos oferecidos são online, voltados para as áreas de administração e tecnologia da informação e os requisitos para participar do programa são: residir nas cidades selecionadas, ter entre 17 e 22 anos e estar cursando ou ter concluído o ensino médio em Escola Pública. O prazo para as inscrições vai até o dia 10 de setembro.

Os cursos visam impactar a sociedade, ao contribuir para o acesso à educação em tecnologia, formação pessoal, cidadã e profissional, além da geração de renda para jovens em situação de vulnerabilidade. Além disso, o programa oferece além do kit pedagógico, plano odontológico e Vale Refeição. 

“Nosso programa tem como principal objetivo aprimorar as habilidades e competências dos participantes por meio de uma metodologia transdisciplinar, focada no desenvolvimento do autoconhecimento, da autoestima e na descoberta do talento pessoal. Além disso, buscamos potencializar a capacidade dos jovens para atuarem nas áreas administrativas e de tecnologia da informação”, destaca Wandreza Bayona, Diretora Executiva do Ser+.

Com mais de 122 de história, a Gerdau tem como propósito empoderar pessoas que constroem o futuro e promove diversas iniciativas de capacitação profissional, visando desenvolver talentos. “A educação empreendedora é um dos pilares estratégicos da nossa atuação em responsabilidade social e a Gerdau acredita que a criação de oportunidades é um passo importante na formação de uma sociedade mais justa. O Start Gerdau reafirma o nosso compromisso em impactar positivamente as comunidades em que estamos presentes”, afirma Paulo Boneff, líder de responsabilidade social da Gerdau.

Para se inscrever e obter mais informações sobre o programa acesse: https://materiais.sermais.org.br/gerdau-new-start-recife-juizdefora-sapucaia

Sobre o Instituto Ser+

Desde 2014, o Instituto Ser+ promove iniciativas para o desenvolvimento pessoal e profissional da juventude, com a criação de oportunidades para qualificação e ingresso no mercado de trabalho. Além disso, o Ser+ visa ser referência na inclusão social dos jovens com menos oportunidades, por meio de uma tecnologia social própria, pautada no autoconhecimento e autoestima, propiciando a descoberta de seus talentos.

Seus programas criam oportunidades para apoiar jovens na construção e realização de seus projetos de vida, seja por meio da conquista do primeiro emprego, do empreendedorismo ou da dedicação à carreira acadêmica, artística, de pesquisa e no engajamento social. O foco de suas ações são as juventudes vulneráveis, com menos oportunidades. Além disso, as iniciativas do instituto sempre consideram a interseccionalidade, permitindo compreender e acolher melhor as diversidades.

Sobre a Gerdau

Com 122 anos de história, a Gerdau é a maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. No Brasil, também produz aços planos, além de minério de ferro para consumo próprio. Além disso, possui uma divisão de novos negócios, a Gerdau Next, com o objetivo de empreender em segmentos adjacentes ao aço. Com o propósito de empoderar pessoas que constroem o futuro, a companhia está presente em 9 países e conta com mais de 36 mil colaboradores diretos e indiretos em todas as suas operações. Maior recicladora da América Latina, a Gerdau tem na sucata uma importante matéria-prima: 71% do aço que produz é feito a partir desse material. Todo ano, 11 milhões de toneladas de sucata são transformadas em diversos produtos de aço.

A companhia também é a maior produtora de carvão vegetal do mundo, com mais de 250 mil hectares de base florestal no estado de Minas Gerais. Como resultado de sua matriz produtiva sustentável, a Gerdau possui, atualmente, uma das menores médias de emissão de gases de efeito estufa (CO₂e), de 0,89 t de CO₂e por tonelada de aço, o que representa aproximadamente a metade da média global do setor, de 1,91 t de CO₂e por tonelada de aço (worldsteel). Para 2031, a meta da Gerdau é diminuir as emissões de carbono para 0,83 t de CO₂e por tonelada de aço. As ações da Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo (B3), Nova Iorque (NYSE) e Madri (Latibex).

COMENTÁRIOS
Share.

Perfil publicador de releases e guest posts, sem autoria própria. Consulte a fonte ao final das matérias/artigos.