The news is by your side.

Lavras Novas pode ser tombado como patrimônio material de Ouro Preto

O núcleo urbano do distrito de Lavras Novas pode ser tombado como patrimônio material da cidade de Ouro Preto. A Secretaria de Cultura e Turismo Municipal contratou uma empresa para elaborar um dossiê robusto que deverá ser apresentado ao Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural e Natural de Ouro Preto (Compatri), que definirá pelo tombamento ou não do lugar.

O dossiê para o tombamento é um grande trabalho de pesquisa histórica e urbanística. A empresa contratada conta com historiadores e arquitetos para sua elaboração. Na parte da história será levantada toda a trajetória de ocupação do território para poder entender como gerou aquele núcleo urbano e qual a relevância das edificações para o tombamento. Enquanto isso, os arquitetos farão os levantamentos urbanísticos para serem definidos os perímetros de tombamento e quais são as diretrizes para nós preservarmos a área urbana de Lavras Novas.

De acordo com a legislação municipal, compete ao conselho de patrimônio – que é uma entidade que faz o intermédio entre o poder público e a sociedade civil – fazer deliberações sobre o tombamento. Assim que o dossiê estiver pronto, a Secretaria de Cultura de Ouro Preto fará a análise do material e, se considerarem que ele tem com todos os itens necessários, a documentação será encaminhada ao conselho para os conselheiros fazerem uma ampla discussão e definirem pelo tombamento e suas diretrizes, conforme a maioria.

A principal intensão do tombamento é preservar aquilo que existe hoje de registros históricos e de ocupação no distrito. De acordo com a Secretaria de Cultura de Ouro Preto, a iniciativa foi um pedido da comunidade para que haja a regulamentação e organização das áreas públicas de Lavras Novas.

“O tombamento vem, pela fala da comunidade, que fez o pedido, principalmente para poder regulamentar e organizar o uso das áreas públicas. Definir diretrizes para o trânsito, estacionamento, fluxo de turismo que Lavras Novas tem se mostrado mais agressivo, gerando desconforto nos moradores locais. Vão existir parâmetros para as novas construções para que haja harmonia no conjunto, porque a comunidade tem sentido que lá tem sido descaracterizado por essas novas construções promovidas pelo turismo, que é muito forte na região e, principalmente, pelo uso do espaço público, que a comunidade não tem conseguido acessar”, disse Ana Paula, arquiteta do Departamento de Supervisão, de Proteção e Pesquisa do Patrimônio Cultural, da Secretaria de Cultura e Turismo de Ouro Preto, ao Mais Minas.

De acordo com Ana Paula, o turista está dominando as áreas públicas de Lavras Novas. Os carros de passeio estão tomando conta das áreas onde os moradores usavam para suas práticas culturais. Portanto, essa é a principal reinvindicação e é justamente nessa problemática que o tombamento atuará.

Lavras Novas

Um lugar tranquilo, com calçadas de pedras e uma arquitetura colonial, Lavras Novas fica há 117 km de Belo Horizonte e 17 km de Ouro Preto. Cerca de 1.500 pessoas moram lá, mas, em finais de semana e feriados, dezenas de turistas visitam o distrito para deslumbrar das belezas locais. Inclusive, lá é encontrada a tirolesa mais alta do Brasil.

A história da vila começa a partir do início do século XVIII, quando a família Cubas de Mendonça descobre lavras novas de ouro na região. A partir do século XIX, o vilarejo começou a crescer, com a chegada de novas famílias, dando forma arquitetônica e cultural ao local.

No século XX, o artesanato se torna uma das principais vocações dos moradores da vila. Os artesãos, na época, produziam e vendiam cestas e balaios de taquara, uma espécie de gramínea com caule oco, típico da região.

Na década de 1970, o distrito passou a ter energia elétrica, melhorando as condições de vida dos moradores e a administração municipal de Ouro Preto começou a investir na infraestrutura da vila, valorizando mais as riquezas naturais da região.

A partir da década de 1990 a charmosa vila foi “descoberta” pelos turistas de Minas e de todo o Brasil. Hoje, Lavras Novas é um dos destinos mineiros mais procurados por turistas que buscam aventuras, esportes radicais, cachoeiras, trilhas, passeios e descanso.