Take a fresh look at your lifestyle.

Feliz e com muitas expectativas, Levir Culpi é apresentado na Cidade do Galo

Feliz e com muitas expectativas, Levir Culpi foi apresentado na tarde dessa quinta-feira (18/10), na Cidade do Galo. E em entrevista coletiva, o treinador afirmou que o time vai doar 100% em campo, para assim conquistar importantes resultados.

“É um prazer estar aqui mais um a vez, a quinta, com o Gallo aqui do lado, a comissão técnica, que conheço quase todos, enfim, me sinto muito bem e forte aqui no Atlético. Aceitei o desafio porque penso que posso ser ainda mais feliz do que fui. Por que não? Convido a todos os atleticanos para que estejam no campo, estejam conosco lá porque uma coisa tenho certeza pelo que observei hoje na fisionomia dos jogadores: a gente vai dar 100% e isso pode levar o Atlético a conseguir grandes resultados”, declarou o técnico, que também comentou sobre a oportunidade de poder voltar ao Clube.

“O Atlético me procurou e fiquei pensando: por que não? Nas outras quatro vezes fui muito feliz aqui, tenho uma afinidade. Porque deixar passar essa oportunidade. Espero sentir as mesmas emoções que senti no passado e só peço que a torcida esteja comigo e com o grupo. O estádio tem que estar cheio e vamos fazer o time jogar, vamos para cima de todo mundo. O Atlético tem que jogar para vencer. Conheço todo mundo, me sinto muito bem aqui e o que quero é ser feliz e deixar todos os atleticanos felizes”, revelou.

Levir Culpi ainda falou sobre uma equipe feliz e unida, e ainda, sobre possíveis projeções para o próximo ano.

“É muito legal, participei de algumas, é muito bacana, muito emocionante. Não é a questão financeira, é uma questão e orgulho, de emoção, que não tem preço. Espero que atletas que trabalhem comigo estejam primeiro pensando nisso. Quero que eles sejam felizes, temos que ser felizes, eles têm que estar felizes da vida, jogando com amor, com carinho, conquistando. Dependo muito de vitória, de ambiente bom de trabalho e é isso que pretendo fazer. Mas eu, sozinho, só o time ou só a diretoria, não vai. Temos que nos unir e estar juntos, o time, a torcida. Pode até vaiar, mas tem que estar no campo porque a torcida no campo faz o time correr, você se sente prestigiado e vai atrás do resultado. Vamos ver nesses últimos jogos agora, principalmente um período de observação, e também de resultados. Vamos ver a reação dos jogadores e já projetar alguma coisa para a temporada que vem”, afirmou.

O técnico finalizou apontando a importância que se tem no ambiente de trabalho.

“Terei a oportunidade de definir e conhecer melhor os jogadores. Para conhecer um jogador, é necessário que você tenha um bom ambiente também no clube porque, se você não proporciona um bom ambiente para os jogadores, você não tira nada deles. São como nós, temos que estar em um lugar onde nos sentimos bem e a produtividade vem naturalmente. Conversei rapidamente com eles hoje para falar sobre isso. Então, quero observar alguns jogadores porque o atlético tem um bom elenco, bons atletas e um bom número de atletas, não é um elenco pequeno. Os números mostam se a produtividade foi alta ou baixa. O Atlético ficou aquém do que pode oferecer, mas por quê? Esses jogadores podem oferecer mais do que isso, então, talvez, isso tenha acontecido também. Então, esse período é importante para conhecê-los e tomar algumas decisões para a temporada que vem. Aí, você começa uma pré-temporada já diferente, com espírito, ambiente e objetivos diferentes. Tenho certeza que, juntos, mais uma vez, vamos virar isso aqui e o Atlético vai voltar a aumentar o numero de pessoas que frequentam os hospitais aqui em BH”, concluiu.

Close