Minas já registra 18 casos confirmados de sarampo em 2019

Por

Desde o início de 2019, foram notificados 489 casos suspeitos de sarampo em 135 municípios do estado de Minas Gerais.  Segundo a Secretaria de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), 183 desses casos foram descartados,  enquanto 288 permanecem em investigação e apenas 18 foram confirmados.

Dos casos confirmados, 04 aconteceram nos três primeiros messes de 2019 e foram registrados em municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte.  O primeiro deles aconteceu em Betim, quando um italiano residente no município, com histórico de viagem recente à Croácia e à Itália, foi diagnosticado com a doença. Por esta razão, o caso é considerado importado.

O segundo caso foi registrado na capital, quando um homem de 25 anos, sem comprovante vacinal, residente em Contagem, também na Grande BH, foi atendido em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e hospitalizado com suspeita de dengue. Logo depois de exames, o jovem foi diagnosticado com sarampo.

Já o terceiro, também registrado em Belo Horizonte, foi de uma criança de apenas 1 ano, vacinada em 13 de novembro de 2018.  O bebê foi atendido em uma Unidade Básica de Saúde (USB) da capital, sendo logo transferido para à UPA e hospitalizado.

O quarto foi de uma adolescente de 13 anos, portadora de Lúpus, residente em Belo Horizonte. A garota esteve em Porto Seguro (BA) e em Almenara (MG) em janeiro. Apresentando quadro de artralgia, foi atendida em um hospital em Contagem. Em março, a moça apresentou sintomas compatíveis com os da doença.  Ela foi hospitalizada na capital em isolamento.

Casos também foram registrados em Uberlândia, Juiz de Fora e mais dois municípios

Depois disso, 10 casos de pessoas residentes em Uberlândia foram confirmados. Eles aconteceram em uma mesma cadeia de transmissão. Além desses, 1 caso de uma pessoa residente do município de Juiz de Fora foi confirmado pelo critério clínico-epidemiológico, pois teve contato direto com um familiar residente do estado de São Paulo, que foi confirmado laboratorialmente para sarampo. Outros 3 foram confirmados laboratorialmente pela técnica de RT-PCR, realizada na FUNED, e corresponde a residentes nas cidades de Betim (1), Pedralva (1) e Jundiaí-SP (1).

Quem deve se vacinar contra o sarampo?

De acordo com a Secretaria de Saúde do estado, todas as crianças, a partir dos 6 meses, devem receber a chamada “dose zero”, que corresponde a uma dose da vacina contra o sarampo aplicada aos 12 meses e outra aos 15, que valerá para o resto da vida.

Caso tenha recebido apenas uma dose entre 1 e 29 anos, recomenda-se completar o esquema vacinal com a segunda dose da vacina. Quem comprovar, através do cartão vacinal, as duas doses, não precisa se vacinar novamente.

Dessa forma, são necessárias duas doses do 1 aos 29 anos e apenas uma dos 30 aos 49 anos.

*Com informações da SES-MG.

Tags : , , , , ,

Postado em 12 de setembro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.