Take a fresh look at your lifestyle.

Minha Heroína é Brasileira, Heley de Abreu Silva Batista – Professora de Janaúba

Na tragédia da Creche Gente Inocente, estava a pedagoga Heley de Abreu Silva Batista, que morreu após tirar crianças do salão em chamas e lutar com o vigilante Damião Soares dos Santos.

As testemunhas afirmaram que Heley tentou socorrer as crianças, e percebeu que o vigilante retornou ao local, com mais combustível, e então, tentou impedi-lo.

“Pelo que falaram, ele disse: ‘Se não quiser que as crianças morram, então vai morrer eu e você’. Depois, segurou ela e os dois queimaram”, disse a professora Doralice de Abreu, de 65 anos.

Heley era pedagoga, tinha 43 anos, deixou três filhos, um bebê de um ano e dois adolescentes, além do marido…

Quem são nossos heróis? aonde estão?

Nossos heróis são os que arrastam multidões com canções sobre bebedeiras, sexo e baladas?

Nossos heróis estão conquistando títulos e muito dinheiro nas milionárias ligas futebol?

Nada contra futebol, nem esportes ou músicas sobre baladas, pois cada pessoa tem direito de fazer, ver e ouvir o que quiser.

Mas entenda o drama desse artigo; aonde estão nossos heróis? Quais pessoas consideramos heróis?

No dicionário encontramos a seguinte definição Herói: Pessoa de grande coragem ou autora de grandes feitos.

Heley de Abreu se dedicava com amor e afinco a um dos mais nobres dos oficios, cuidar de nosso bem maior, do futuro de nosso País, cuidar das nossas crianças. E cuidava com tanto amor que sacrificou sua vida tentando salva-las.

Será que daqui a 6 meses “O Brasil” irá se lembrar dela? será que você que esta lendo estas linhas vai se lembrar?

O futebol, as músicas de baladas, as vulgaridades e superficialidades, com certeza vão ficar na nossa lembrança, pois mesmo que não queiramos, eles estarão todos os dias nas telas das TVs, nos rádios, na internet, no APPs do seu Smartphone, em todas as mídias que possam nos atingir.

Os heróis da Marvel e da DC Comics faturam milhões nas telas dos cinemas, com personagens como Superman, Homem de Ferro, Mulher Maravilha e etc…

Mas infelizmente heróis, da vida real, como Heley, aqui no Brasil a audiência é passageira.

Muito se fala em crise econômica neste País, mas isso é apenas reflexo de uma crise muito mais profunda, uma crise de valores.

Uma crise de valores que faz as pessoas acreditarem que os heróis estão apenas nos estádios, nas telas, nos palcos… sempre longe, longe da realidade, da vida real.

E esquecemos dos heróis do dia a dia, que ensinam e fomentam conhecimento para um futuro melhor. Dos heróis dos hospitais, das ruas, que salvam vidas e evitam crimes. Dos heróis que constroem lugares para morarmos, que nos proporcionam alimentação, que criam e consertam coisas, que nos levam de um local ao outro, por terra, água ou ar…

Esquecemos de valorizar os heróis que estão sempre ao nosso lado… mãe, pai, e etc…

Hoje escrevo estas linhas emocionado, Heley honrou ainda mais o oficio de Professor, e apesar da covardia cometida por Damião Soares, o sacrifício de Heley me fez acreditar que há boas pessoas neste mundo, pessoas de coração nobre, que realmente nos inspiram.

Nossa heroína Heley, que Deus a abençoe e descanse em paz…

Fonte: Linkedin de Ananias Jr.

Leia também: Engenheiros da Alegria – Projeto Mineiro que Vem Ganhando o Coração do Brasil

Close