Take a fresh look at your lifestyle.

Ministro da Educação inaugura campus do IFMG em Ibirité

Cerimônia será realizada no dia 23/11 e marca aniversário de 10 anos do Instituto Federal de Minas Gerais

Prestes a completar 10 anos de criação, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) amplia sua atuação na região Metropolitana de Belo Horizonte com a inauguração do novo campus em Ibirité. A solenidade, marcada para a próxima sexta-feira, 23 de novembro, às 9h, contará com a presença do ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, e será realizada na sede recém construída, localizada na Rua Mato Grosso, nº 2, bairro Vista Alegre, na região conhecida como Barreirinho.

Iniciada em 2014, a obra de 5.453,88 metros quadrados compreende bloco didático de seis pavimentos com 26 salas de aula, 22 laboratórios, biblioteca, banheiros, salas administrativas, 17 gabinetes de professor, áreas de convivência, estacionamento e jardim. A estrutura tem acessibilidade e conta com instalação de fibra ótica para rede de internet. O campus possui ainda guarita, subestação elétrica, estação de tratamento de efluentes e sistema para captação e aproveitamento de água de chuva. O valor investido gira em torno de R$ 17,6 milhões em obras e instalações, além de R$ 706 mil em equipamentos para fins didáticos.

Parceria com Prefeitura

De acordo com o diretor-geral do campus, o professor Oiti José de Paula, a chegada do IFMG a Ibirité, prevista desde 2012, só foi possível com o apoio da Prefeitura Municipal, que ofereceu como contrapartida ao Governo Federal o terreno onde o imóvel foi construído, com área de aproximadamente 65 mil metros quadrados, localizado nos arredores do Parque Estadual da Serra do Rola-Moça. Além disso, o município ficou responsável pela urbanização do acesso ao campus, com o asfaltamento da rua e a instalação de rede de água e esgoto.

Cursos ofertados

Com processo seletivo para ingresso de alunos já em andamento, o Campus Ibirité vai iniciar o ano letivo de 2019 com oferta de cinco cursos, sendo três técnicos integrados ao Ensino Médio, nas áreas de Automação Industrial, Mecatrônica e Sistemas de Energia Renovável; o curso superior de Engenharia de Controle e Automação; e o curso técnico concomitante em Sistemas de Energia Renovável, que estará em seu segundo período, pois as aulas começaram em outubro deste ano. A expectativa é de que, na integralização dos cursos, 1.400 estudantes frequentem as aulas.

Atualmente, sete servidores técnico-administrativos trabalham no campus e 22 docentes já estão em atividade parcial. Outros 15 serão contratados via concurso público, com previsão de lançamento de edital ainda em 2018 e nomeação no primeiro semestre do ano que vem.

10 anos do IFMG

Criado em 2008, por meio da Lei 11.892, de 29 de dezembro, o IFMG, que tem Reitoria instalada em Belo Horizonte, está presente em 18 cidades do estado, nas regiões Metropolitana, Central, Centro-oeste, Leste e Zona da Mata. A instituição, que atualmente oferta 192 cursos para quase 17 mil alunos, foi estruturada a partir da integração dos antigos Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets) das cidades de Bambuí e Ouro Preto com a então Escola Agrotécnica Federal de São João Evangelista e as Unidades de Educação Descentralizada, Uneds, de Congonhas e Formiga. Desde então, vem ampliando seus campi e as oportunidades de capacitação, oferecendo cursos do nível técnico à pós-graduação.

Para o reitor do IFMG, Kléber Gonçalves Glória, ao completar dez anos de existência, o IFMG marca sua consolidação chegando a Ibirité para ofertar cursos gratuitos e de qualidade que ainda não existiam na cidade, assim como nas outras regiões onde está presente. “Temos o papel fundamental de identificar demandas e, em diálogo com a sociedade, oferecer oportunidades de formação que darão força aos arranjos produtivos locais com a capacitação de pessoas, projetos de pesquisa, ações de extensão e projetos que valorizem a cultura e economia locais. Nos seus dez anos, o IFMG se apresenta não somente como uma instituição pública de educação, mas também como um caminho efetivo para transformar vidas”, afirma.

Close