CrimesFutebol

Neymar depõe por três horas sobre caso em que é acusado de estupro

"O único desejo que eu tenho agora é que esse caso acabe mais rápido possível", diz jogador

Na noite desta quinta-feira (13), Neymar depôs por três horas na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, sobre o caso em que é acusado de estuprar e agredir a modelo Najila Trindade. Após sair da Delegacia, Neymar falou com repórteres e afirmou que “está tranquilo” e que “a verdade aparece cedo ou tarde. O único desejo que eu tenho agora é que esse caso acabe mais rápido possível”.

Neymar saindo da Delegacia de muletas após depoimento de 3h – Crédito da foto: GloboNews/Reprodução

O jogador ainda não tinha dado nenhuma declaração sobre o caso. Anteriormente, ele havia postado apenas um vídeo se defendendo e mostrando conversas e fotos da modelo. Vídeo que teve uma grande repercussão.

Najila havia entregado à polícia um relatório médico particular e a delegada mostrou para Neymar que, as conclusões do laudo de exame médico de corpo de delito indireto feito pelo IML não atestava estupro. Apenas indicava lesões no corpo da modelo, que são compatíveis com a data em que ela esteve em Paris.

Veja tudo sobre o caso até agora.

Como foi o depoimento de Neymar

Durante o depoimento, Neymar negou ter feito sexo sem o consentimento de Najila e que não houve agressão. Afirmou apenas que deu tapas a pedido dela. E que ela ainda havia posado para uma foto que ele fez das nádegas dela e postou nas redes sociais para mostrar que não houve agressão. A afirmação foi pela pela promotora Flávia Merlini, uma das três especialistas designadas pelo Ministério Público para acompanhar as investigações.

Ele confirmou que havia bebido no 1º encontro, mas apenas uma dose, já que tinha acabado de sair do treino. Disse que a modelo dizia que o amava e queria casar com ele, mas que como ela poderia se nem o conhecia direito? Ainda segundo ele, fizeram sexo com camisinha e depois ele a descartou no vaso sanitário, pois não queria ser exposto.

Segundo ele, pretendia levá-la em uma balada no segundo encontro, mas que ela começou a agredi-lo e ele foi embora. E que em momento algum ela disse ter sido estuprada.

Neymar se emocionou ao final do depoimento ao dizer o que está passando, que é o pior acontecimento de sua vida e que nenhuma lesão se compara. Disse que tem uma família e que o filho de 7 anos sofre por não poder ia à escola pois os amigos o chamam de “filho de um estuprador”.

Considerações sobre o depoimento

Neymar depõe por três horas sobre caso em que é acusado de estupro
Promotora dá coletiva após depoimento de Neymar – Foto: Glauco Araújo/G1

A promotora disse que “Ele respondeu a todos os esclarecimentos. A partir de agora, a doutora Juliana (Bussacos), vai tomar outras diligências necessárias até a conclusão do inquérito. Como o inquérito é sigiloso, não podemos divulgar quais serão as outras diligências. Ele respondeu todas as perguntas de maneira satisfatórias. Ele negou o crime”. Além de Flávia Merlini, também acompanham o depoimento as promotoras Estefânia Paulin e Kátia Peixoto.

A promotora Flávia também disse que, por enquanto, a investigação não vê necessidade de acareação do Neymar com Najila.

Fechar