23.3 C
Belo Horizonte
domingo, 4 dezembro 2022

Renova Excursão

Vereador de Ouro Preto diz que não pagará conta de água: “continuo muito confiante que Ouro Preto unida vai expulsar a Saneouro”

Em um vídeo publicado no Instagram na última quarta-feira, 19, o vereador Wanderley Rossi Kuruzu (PT) afirma que não pagará a conta de água por consumo, da Saneouro:

“Eu continuo muito confiante que Ouro Preto unida vai expulsar a Saneouro. Nós todos superando divergências locais, pequenas divergências às vezes, de mãos dadas, teremos forças pra expulsar a Saneouro. As pessoas têm me perguntado muito se paga ou não paga a conta. Eu não vou pagar. Vou seguir a deliberação da assembleia popular feita pela FAMOP. Esses dias a gente deu uma carona para uma estudante, e ela disse que na república dela decidiram assim também. Não vão pagar e vão separar o dinheiro da conta, porque se porventura, esperando que isso não aconteça, mas que se porventura tiver que pagar, o dinheiro está separado e elas não serão pegas desprevenidas”.

Kuruzu voltou a reforçar o seu posicionamento durante a reunião ordinária da Câmara na tarde desta quinta-feira, 20:

“Sobre encaminhamento concreto, eu tô seguindo a orientação da FAMOP que foi decisão tomada no que eles chamaram de assembleia popular, que tinha umas 500 pessoas, de não pagar. Mas aí as pessoas ficaram apreensivas ligando pra nós se paga ou não. Não pagar porquê? porque é uma forma de pressionar ainda mais a empresa. Pra quem não acredita que é possível tirar, se ninguém tivesse deixado instalar o hidrômetro, nem tinha começa, então era possível. Se ninguém pagar a conta, também inviabiliza. Ela vai processar toda Ouro Preto? ela vai cortar a água de todo mundo? então não pagar a conta é uma forma eficaz de atingir o objetivo”.

Com um clima tenso na cidade após protestos na última quarta-feira, a reunião da Câmara desta quinta tem como pauta única a Saneouro e se estende até o período da tarde.

Na quarta-feira, 19, um protesto terminou com uma ação da Guarda Civil Municipal na prefeitura de Ouro Preto. Manifestantes foram até o prédio público exigir a saída da empresa da cidade e a “remunicipalização” do serviço de abastecimento e esgotamento sanitário, que foi concedido à Saneuro em janeiro de 2020 , no governo de Julio Pimenta. No início do mês de outubro, a empresa anunciou o início da cobrança da tarifa de água pelo consumo, o que vem gerando muitos protestos na cidade, organizados por movimentos sociais de diversos espectros políticos.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: