“O choro é livre, cabeludo”, responde Jair Bolsonaro no Twitter após receber crítica

No início da noite de hoje (27), Jair Bolsonaro respondeu uma crítica em um dos seus tuítes com uma frase polêmica: “O choro é livre, cabeludo”, seguido de um “Lula não!”.

A resposta do presidente, que está gerando repercussão na internet devido ao tom e as palavras usadas pela maior autoridade do país, foi em relação à crítica de usuário da rede social, que usa o nome “Davi, o Cabeludo”, após ele responder ao presidente que “Quem vê pensa que manja!” em um tuíte de Bolsonaro em que ele dá dados sobre a Reforma da Previdência.

Comentários