Take a fresh look at your lifestyle.

O que o Cruzeiro perderia sem Thiago Neves?

Meia de 33 anos tem sido fortemente especulado em clubes como o Grêmio e pode deixar o time celeste

O torcedor celeste chegou ao final de 2018 feliz com as conquistas do time, mas também com uma pulga atrás da orelha: cresce cada vez mais a especulação em torno de uma eventual saída do meia Thiago Neves, um dos principais jogadores da equipe cruzeirense.

Alguns times demonstraram interesse na transferência do atleta, entre eles Grêmio e Corinthians, tendo a equipe tricolor sido mais incisiva e chegado inclusive a negociar com o atleta. As tratativas se deram por meio do treinador Renato Gaúcho, que tem boa relação com o meia desde que trabalharam juntos, no Fluminense.

Mas tirar Thiago do Cruzeiro não é algo fácil. O jogador tem uma muita rescisória de US$ 10 milhões (R$ 39,2 milhões) e também ostenta um dos maiores salários do elenco celeste. O Grêmio, para contratar Thiago, já havia sinalizado com uma proposta que envolvesse dinheiro mais cessão de alguns atletas, entre eles o meio-campista Ramiro, para compor a negociação.

Thiago Neves, apesar de não ter feito uma temporada regular, foi mais uma vez um dos jogadores mais decisivos do clube em 2018. O camisa 30 marcou gols nas duas finais que o Cruzeiro disputou no ano, no Campeonato Mineiro e na Copa do Brasil e reforçou ainda mais o seu perfil de jogador que gosta dos grandes jogos.

Uma eventual saída de Thiago Neves divide a opinião dos torcedores celestes. É inegável a qualidade do atleta, rara no futebol nacional e o acréscimo que este traz à equipe dentro e fora de campo. O Cruzeiro é um dos times em que o grupo mais se dá bem e isso tem muito da influência positiva do jogador. Neves também sempre se destacou quando o assunto são bolas na rede, tanto com gols quanto com assistências. Mesmo sendo meia, o jogador foi o artilheiro do time no ano nas duas temporadas em que atuou com a camisa celeste. Mas o que mais pesa, ao meu ver, a favor do camisa 30 é seu rendimento em jogos importantes. Desde que chegou ao clube, o meia nunca se escondeu em partidas decisivas e sempre apareceu quando o time mais precisou dele. A dificuldade para achar jogadores com essa característica é enorme, e se já não bastasse, em uma eventual perda do atleta, ter que buscar um substituto à altura, é necessário buscar um substituto que não “pipoque”, assim como é Thiago.

Por outro lado, o meia tem sido cada vez mais inconstante com a camisa celeste. A cada jogo bom, geralmente importante, Thiago some em dez, demonstrando muitas vezes displicência e desinteresse, situação que irrita o torcedor. Também vale lembrar que o atleta já tem 33 anos e a tendência é de uma queda em seu rendimento nos próximos anos e que essa falta de intensidade só venha a aumentar. Com uma multa tão alta, uma venda pelo seu valor integral, ou próximo, desde que compensada com bons atletas, pode ser vantajosa ao Cruzeiro.

Ao meu ver, muitas águas irão rolar nessa situação. Apesar de todo o interesse demonstrado, acho improvável que o Grêmio ou qualquer time brasileiro invista 40 milhões de reais num jogador de 33 anos, e um valor muito abaixo deste não é vantajoso para nós, pois um jogador que acrescente o que Thiago Neves traz ao time é raro no nosso futebol.

Torço para que Thiago fique e que tenha uma temporada melhor em 2019, que continua sendo decisivo, mas que também seja mais participativo num panorama geral da temporada. Mas por 40 milhões, “tchau e bença”, sentiremos saudades.

Close