Orquestra Ouro Preto reproduz obra de Joseph Haydn na Basílica do Pilar

A semana santa é um período importante e muito respeitado no calendário de Ouro Preto. Neste ano, a Orquestra Ouro Preto fará um conserto especial onde os músicos irão reproduzir a obra “As 7 últimas palavras de Cristo na cruz”, de Joseph Haydn.

O espetáculo vai acontecer no dia 11 de abril, sábado de aleluia, às 19h, na Basílica de Nossa Senhora do Pilar. A entrada é franca.

Durante a madrugada do sábado de aleluia para o domingo de Páscoa, é tradição na cidade histórica que fieis façam vigília nas ruas para confecção dos famosos tapetes devocionais. Os tapetes se unem à beleza da arquitetura ouro-pretana, encantando os turistas e os moradores locais, principalmente na primeira hora do dia, que é quando acontece a procissão do Domingo de Ramos, que comemora a ressurreição de Jesus Cristo.

O concerto será regido pelo maestro Rodrigo Toffolo e está sendo patrocinado pela SulAmérica. A obra reconstrói musicalmente às últimas palavras de Cristo por meio de sete Adágios, acrescidos de uma Introdução e um Presto. Na peça, a genialidade de Haydn se escancara na maneira que ele encontra para mesclar tragédia e melancolia à uma atmosfera sublime e misericordiosa, ao retratar a natureza divina de Jesus Cristo e sua transfiguração, enfatizando o martírio do Homem Jesus e a Paixão do Cristo Deus.

Franz Joseph Haydn teve uma importante participação do período clássico da música. Ao lado de Ludwig van Beethoven e Wolfgang Amadeus Mozart, o compositor australiano, que viveu em Viena, era parte do “classicismo vienense”, ocorrido no século XVIII, curiosamente, mesmo período em que Ouro Preto estava sendo criada.

O pianista também foi um dos autores mais influentes na história da música erudita ocidental. Ele participou desde o fim do período Barroco até começar o Romantismo.

Orquestra Ouro Preto reproduz “As 7 últimas palavras de Cristo na cruz” de Joseph Haydn

Dia: 11/04/2020
Hora: 19h
Local: Basílica de Nossa Senhora do Pilar/Ouro Preto
Entrada: Franca

Deixe seu comentário