Take a fresh look at your lifestyle.

Ouro-pretanos, sejamos participativos. Merecemos mais!

É fato que a tal da “velha política” a cada dia que passa está mais ameaçada. Tendo em vista a proporção que vem tomando a operação Lava Jato (tão temida pelos políticos e empreiteiros) e o chocalhar diário nos brasileiros que através desta vem conhecendo nosso dissipado setor público, esta operação mais do que recuperar bilhões de reais desviados pela corrupção sistêmica, vem a cada dia abrindo mais os olhos dos brasileiros para aquilo que perdura na política do Brasil.

Alguns dos 513 deputados e 81 senadores do Congresso Nacional tentam – já que se sentem a cada dia mais acuados – vincular a Operação Lava Jato ao desastre da economia brasileira. No mínimo cômico, ridículo. Consideremos como base o facebook e o whats app. As pessoas estão através destes meios, utilizando da tecnologia contemporânea para manifestarem contra diversas coisas que acontecem seja no Planalto ou seja no Congresso. A meu ver, graças ao sucesso da Lava Jato que vem revirando todo este “esgoto” no qual está atolado grande parte dos políticos e empresários do nosso Brasil.

Os tempos mudaram, as coisas evoluíram – no Brasil vejo que a Operação Lava Jato tem grande participação nisso – o povo está cada vez mais atento às diversas manobras no mundo político e se comunicam rapidamente, dando sugestões e compartilhando o modo como pensam por meio das redes sociais, diferentemente do passado, onde poucos sabiam o que acontecia na política de sua cidade, quiçá a nível estadual e federal. Daí vinha a importância dos tais sindicatos que se mobilizavam contra algo, convocavam os trabalhadores e população para irem às ruas protestar. Nos dias atuais qualquer um pode convocar, organizar um protesto ou uma manifestação pelas redes sociais. Os brasileiros de modo geral, incluindo nesse meio ampla maioria dos jovens, estão mais preocupados, atuantes e buscando entender o que acontece na política do nosso país.

Infelizmente tirando como base a cidade de Ouro Preto, percebemos que muitas pessoas são movidas a interesse. Quando uma pessoa (de cargo eletivo ou não) de oposição ao chefe do executivo não consegue mais ter suas mordomias sendo atendidas ou cabos eleitorais nomeados, começam a criticar todas as medidas tomadas pelo prefeito que os representa, mas a partir do momento que de algum modo suas vontades são atendidas, este passa a tampar os olhos e a não enxergar mais o que acontece de ruim na cidade. Fato este insustentável que prejudica milhares de pessoas, pois não sabem estas que neste “jogo de xadrez” sobrevive os mais interesseiros, mentirosos, falastrões e “poderosos” populistas – aqueles que sabem a hora, como e quando dizer o que você, público quer ouvir.

Uma lástima. Ouro Preto sendo uma cidade mundialmente reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, com grande potencial turístico e natural que muitos procuram, ter um considerável público se contentando, vangloriando um gestor por ir até um distrito da cidade para entregar um ônibus escolar. Triste, lamentável. Lembro-me que pouco antes das campanhas eleitorais do ano de 2016 foi criado pela até então oposição política do prefeito em exercício na época, um grupo que tinha como objetivo “defender os interesses de Ouro Preto e da população”. O discurso dos políticos pertencentes a este grupo era de que ele seria duradouro com a participação do povo, pois segundo eles (verdadeiros criadores, na época oposição, hoje governo), deste (povo), era a origem (do grupo).

Pois bem, seja lá qual era a pretensão da criação deste grupo, vamos falar de resultados. Alguém sabe de algum concreto avanço para a cidade de Ouro Preto? Alguém sabe de no mínimo um indício de que algo lá discutido está sendo melhorado, adaptado ou feito? Alguma melhoria na saúde? (pelo que sei, a cada dia pior) Na educação? Alguma proposta levada ao grupo em Defesa de Ouro Preto lá atrás já foi atendida? Qual? Aonde?

Ouro-pretanos, merecemos mais! Não se contentem com pouco. Já são mais de 550 cargos comissionados (exemplo simples), uma máquina a cada dia mais superlotada com compromissos eleitoreiros sendo atendidos em pouco mais de 100 dias de governo. Acompanhem os jornais diários não só do país, mas também da nossa amada Vila Rica de Ouro Preto. Abram o olho! Cobrem! Fiscalizem! Parabenizem! Dê sugestões! Mas faça algo, acesse a internet, liga a tv, o rádio. Acompanhem!

Vereadores da Casa Legislativa Bernardo Pereira de Vasconcelos, não sejam complacentes com o que é errado! Façamos das siglas partidárias “barreiras” adversárias somente durante as eleições, depois, independente de qual chefe do executivo for (oposição ou governista) apoiem o que é certo e sejam contrários ao que é errado. Coloquem sim os interesses em primeiro lugar, mas os interesses da população no geral, não de meia dúzia ou de um grupo de empresários.

Ouro Preto merece, os ouro-pretanos merecem, mais carinho e cuidado. Políticos eleitos, sejam mais dignos dos votos que obtiveram para nos representar!

Gabriel Rodrigues - Mancebo Vanguardista

Close