Polícia Civil de Minas Gerais oferece curso à distância gratuito

Estão abertas, desde a última sexta-feira (24), as inscrições para o curso gratuito à distância “Crimes Cibernéticos: os principais riscos e técnicas básicas de prevenção e repressão”, oferecido pela Polícia Civil do estado, por meio da Academia de Polícia Civil (Acadepol).

Segundo a Polícia Civil, o curso, que tem uma carga horária de 20 horas/aula, tem como principal objetivo instruir a população sobre crimes que podem ser cometidos no ambiente virtual (computacionais) e a melhor maneira de prevenção contra tais crimes.

Também fará parte do conteúdo do curso a abordagem do avanço do uso da rede web de internet, como se coleta provas de crimes cibernéticos, quais são os crimes virtuais mais comuns e como manter um ambiente seguro na internet.

Para esta segunda edição do curso serão disponibilizadas três mil vagas. Caso o número de inscrições ultrapasse a quantidade de vagas, as inscrições continuarão sendo aceitas, porém para a formação de futuras turmas.

As inscrições poderão ser realizadas até o dia 5 de agosto deste ano, exclusivamente por meio da ficha de cadastro divulgada no Polícia Civil de Minas Gerais.

De acordo com Cinara Moreira Liberal, Diretora da Acadepol, “o curso está muito bem montado e já estamos tendo muita procura. Em apenas dois dias de inscrições abertas, desde a última sexta-feira (24), já tivemos dois mil inscritos. Por essa razão, vamos formar novas turmas em breve. Iremos capacitar quantas pessoas quiserem se habilitar”.

Além da população em geral, servidores da Polícia Civil também poderão assistir as aulas virtuais. O curso vai acontecer entre os dias 10 e 26 de agosto.

Crimes Cibernéticos

Os crimes cibernéticos podem ser definidos como ações criminosas cometidas especificamente através de um computador, uma rede de computadores ou um dispositivo ligado à uma rede. Geralmente eles são cometidos por hackers ou cibercriminosos que tem por principal objetivo ganhar dinheiro. Eles podem agir isoladamente ou através de organizações.

As pessoas que praticam tais crimes, em sua maioria, possuem conhecimento avançado sobre redes, podendo ser altamente capacitados para invadirem uma rede de um banco, por exemplo. Há também os iniciantes.

Há também um grupo de cibercriminosos que podem ser motivados pela política ou motivos pessoais para praticar os crimes de invasão, mas esses casos são mais raros.

Conheça alguns crimes cibernéticos

  • Fraude de identidades, quando informações pessoais são roubadas e usadas;
  • Espionagem cibernética, quando hackers acessam dados do governo ou de uma empresa;
  • Ataques de ransomware, um tipo de extorsão cibernética;
  • Extorsão cibernética, que exige dinheiro para impedir o ataque ameaçado;
  • Roubo e venda de dados corporativos;
  • Fraude por e-mail e pela Internet;
  • Roubo de dados financeiros ou relacionados a pagamento de cartões;
  • Cryptojacking, quando hackers exploram criptomoedas usando recursos que não possuem.
Comentários