AtléticoCampeonato MineiroCruzeiroEsporteFutebol

Em primeiro clássico do ano, Cruzeiro e Atlético empatam no Mineirão

Em primeiro clássico do ano, Cruzeiro e Atlético empatam no Mineirão
Clássico mineiro teve união no início do jogo em solidariedade ao povo de Brumadinho – Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Em partida equilibrada, no entanto, pouco emocionante, Cruzeiro e Atlético empatam em 1 a 1 no Mineirão, com ambos os gols marcados de pênalti. Primeiro árbitro foi substituído em função de lesão.

Melhores momentos do jogo

Para a partida, válida pela terceira rodada do Campeonato Mineiro, os times atuaram com as seguintes formações:

Cruzeiro – Fábio, Edilson, Dedé, Léo, Egídio, Henrique, Lucas Silva, Robinho, Rafinha (Jadson) , Thiago Neves (Raniel) e Fred (Murilo).

Técnico: Mano Menezes.

Atlético – Victor; Patric, Maidana, Igor Rabello, Fábio Santos, Adilson, Elias, Luan, Cazares, Chará (Terans) e Ricardo Oliveira (Jair).

Técnico: Levir Culpi.

PRIMEIRO TEMPO

Primeira polêmica! –  O primeiro lance polêmico aconteceu logo no primeiro minuto de jogo. Cazares cobrou falta para dentro da área celeste, e, com a bola alçada, Léo acabou segurando Igor Rabelo dentro da grande área. O zagueiro atleticano pede falta, mas o juiz entendeu que não houve pênalti.

Aos 5 minutos, Cazares avançou pelo lado esquerdo, levantou a cabeça e cruzou na direção de Elias dentro da área. O volante não alcançou a redonda, que acabou sobrando para uma defesa tranquila de Fábio. Com 18 minutos, Thiago Neves recebeu na entrada da área, fez o domínio e se preparou para o chute, mas Igor Rabello chegou bem na marcação para travar o chute do camisa 10 cruzeirense.

Já aos 23 minutos, Cazares carregou a bola pelo meio de campo, vê Luan avançando, e faz bom lançamento para o Menino Maluqinho na área. O camisa 27 escorou de cabeça para o meio da área e, Yimmi Chará, sem ângulo, faz a finalização, mandando a redonda diretamente pra fora.

Segunda polêmica! – Cinco minutos depois, aconteceu o segundo lance polêmico da partida. Em lance de escanteio a favor do Cruzeiro, a bola foi cruzada na área, e Léo, marcado por Elias, conseguiu a finalização, balançando a rede a favor do time celeste. Porém o arbitro marcou falta do zagueiro em cima do volante atleticano.

Aos 38 minutos, Thiago Neves bateu falta direto pro gol, mas Victor, com tranquilidade, conseguiu fazer a defesa. Dois minutos depois, o zagueiro Léo, do Cruzeiro, foi amarelado por entrada perigosa, ao levantar o pé na altura da cabeça do também zagueiro atleticano Iago Maidana. Com 46 minutos, o volante Elias, do Atlético, também recebeu cartão amarelo, por cometer falta em Rafinha no meio de campo. A partida seguiu, e assim, aos 49 minutos, o juiz apitou fim da primeira etapa para Cruzeiro 0, e Atlético também 0.

SEGUNDO TEMPO

A segunda etapa já começou com mais dois cartões amarelos, (um para cada equipe). Aos 4 minutos, Luan foi advertido por entrada em Lucas Silva, e, um minuto depois, Edilson também foi amarelado por fazer falta em Yimmi Chará. Dos 9 aos 11 minutos, a partida foi paralisada para o primeiro atendimento ao árbitro do jogo, que sentiu dores na perna esquerda.

Gol do Cruzeiro! – A bola voltou a rolar e, aos 12 minutos, Rafinha  fez o domínio pelo lado esquerdo de ataque e cruzou a redonda para dentro da área, buscando encontrar  o artilheiro Fred. O atacante vai ao chão, após dividida com Igor Rabello. O árbitro vê falta do zagueiro atleticano sobre o 9 cruzeirense, e assim assinala pênalti para o Cruzeiro, aplicando cartão amarelo para Igor Rabello. Patric e Victor também foram amarelados, ambos  por atrapalhar a cobrança de pênalti. Depois de muita reclamação dos jogadores atleticanos, Fred fez a cobrança, mandando a redonda no canto esquerdo de Victor, que ainda conseguiu encostar as pontas dos dedos na bola, antes dela parar no fundo da rede: 1 a 0 para o Cruzeiro.

Substituição do juiz! – Aos 18 minutos, o árbitro Wanderson Alves volta a sentir fortes dores na perna esquerda, ficando assim sem condições de continuar na partida. Ele deixa o campo, e, ao sair, desaba ao chão. E desse modo, Wanderson Alves é substituído pelo quarto árbitro, Ronei Cândido Alves, que passa a ser o dono do apito, a partir dos 22 minutos. Neste mesmo minuto, Cazares cobrou falta para o time atleticano, buscando colocar a redonda no ângulo esquerdo de Fábio, porém a bola acabou saindo diretamente pra fora.

Na trave! – Aos 25 minutos, Rafinha aparece bem pelo lado esquerdo de ataque, conduz a redonda, entra na área, puxa para o pé direito e finaliza muito bem, buscando o canto de Victor, que se estica todo, mas não alcança a bola, que, caprichosamente, bate na trave, e sai para a linha de fundo. Três minutos depois, Jadson entrou na vaga de Rafinha no meio-campo cruzeirense.

Gol do Atlético e expulsão de Dedé! – Com 34 minutos, Dedé perde o tempo da bola na zaga azul celeste. Chará aproveita para roubar a redonda e invadir a área para finalizar. O zagueiro cruzeirense tenta se recuperar de carrinho, mas acaba acertando o jogador alvinegro, cometendo de forma indiscutível o pênalti. Com a falta, Dedé recebe seu segundo cartão amarelo, sendo expulso da partida. E aos 37 minutos, Fábio Santos bate o pênalti com muita segurança, colocando a redonda no meio do gol. Fábio cai para o canto direito, e  assim vê a bola morrer no fundo das redes. Partida empatada em 1 a 1.

Logo no minuto seguinte ao gol atleticano, Mano Menezes faz a segunda alteração no Cruzeiro, buscando reequilíbrio no setor defensivo celeste. Para isso, ele tira Fred para entrada de Murilo no time.  Aos 39 minutos, David Terans entra na vaga de Yimmi Chará pelo time do Atlético. Dois minutos depois, Fábio Santos é advertido com cartão amarelo, e Thiago Neves é substituído por Raniel no time azul estrelado. E aos 44 minutos, o juiz assinala generosos 12 minutos de acréscimos na partida. Uma vez que houveram diversas paralisações, (especialmente para atendimento e substituição do antigo árbitro).

Expulsão de Adilson! – Aos 46 minutos, Adilson recebe cartão amarelo, por pisão em Jadson. E, um minuto depois, o volante atleticano leva o segundo amarelo por falta em cima de Henrique. Deste modo, com 47 minutos, o jogador alvinegro também é expulso de jogo. Com 49 minutos, Luis Otávio Kalil, preparador físico do Atlético, é  mais um expulso de campo, por reclamar com os juízes. Um minuto depois, Jair entra na vaga de Ricardo Oliveira no time do Atlético. E assim, a partida segue até aos 57 minutos, quando o juiz apita pela última vez no gigante da Pampulha, para um empate em 1 a 1 no primeiro clássico de ano.

 

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 x 1 ATLÉTICO

Motivo: Campeonato Mineiro (3ª rodada)

Data: 27/01/2019

Estádio: Mineirão

Cidade: Belo Horizonte (MG)

Gols: Fred (15/2ºT), Fábio Santos (35/2ºT)

Público Pagante: 39.088

Renda: R$ 834.717,00

Árbitro: Wanderson Alves de Souza

Auxiliares: Ricardo Junio de Souza e Felipe Alan Costa de Oliveira

4º Árbitro: Ronei Cândido Alves

Cartões amarelos: Luan, Elias, Patric, Igor Rabello, Adilson, Fábio Santos (Atlético); Léo, Dedé, Edilson (Cruzeiro)

Cartões vermelhos: Adilson (Atlético); Dedé (Cruzeiro)

Fechar