O que você procura?


Moradores de Congonhas reclamam de altos valores na conta de água

Com a revisão tarifária, a partir do dia 1º de agosto de 2021 a tarifa de esgoto deixou de ter a diferença entre quem tinha apenas a coleta e quem tinha coleta e tratamento de esgoto. Agora, a tarifa de esgoto foi unificada e corresponde a 74% do valor pago pelo consumo de água. 

Rômulo Soares 18 de setembro de 2021 às 10:49
Tempo de leitura
3 min
Foto: Mais Minas
Foto: Mais Minas

Moradores de Congonhas reclamam dos altos preços cobrados pela Copasa na conta de água e esgoto. Um morador que preferiu não se identificar mostrou a sua tarifa com R$ 232,40 a pagar por abastecimento de água e R$ 171,99 por coleta de esgoto, dando um total de R$ 404,39.

“Queria que compartilhasse esse absurdo que a Copasa vem cobrando de coleta de esgoto. Sabemos que nem todos os bairros tem essa coleta, isso é um roubo. Em um momento que estamos vivendo, muitos desempregados, já não bastasse o preço absurdos de produtos básicos de nosso dia a dia, ainda temos que pagar esse absurdo pra coleta de esgoto? Cadê os governantes da nossa cidade pra contestar essa tarifa altíssima que estão nos cobrando?”, reclamou o morador.

Moradores de Congonhas reclamam de altos valores na conta de água
Foto: Redes Sociais

Outra moradora de Congonhas, Gracilene Alves, compartilhou sua tarifa de água no valor de R$ 147, sendo R$ 84,48 de abastecimento de água e R$ 62,53 de coleta de esgoto. No Facebook, há 152 comentários reclamando do valor da tarifa e pedindo para que os governantes façam algo, com o preço em questão sendo frequentemente chamado de roubo.

Moradores de Congonhas reclamam de altos valores na conta de água
Foto: Redes Sociais

A Copasa informou que a política tarifária da empresa é determinada pela Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (Arsae-MG-MG).  

Com a revisão tarifária, a partir do dia 1º de agosto de 2021 a tarifa de esgoto deixou de ter a diferença entre quem tinha apenas a coleta e quem tinha coleta e tratamento de esgoto. Agora, a tarifa de esgoto foi unificada e corresponde a 74% do valor pago pelo consumo de água. 

Ou seja, anteriormente, para uma conta de R$ 20 de água, pagava-se mais R$ 5 de esgoto, totalizando R$ 25. Agora, para a mesma tarifa de R$ 20, paga-se mais R$ 14,80, totalizando R$ 34,80.

A redação do Mais Minas entrou em contato com a ARSAE-MG para saber mais sobre a revisão tarifária, porém não foi respondida até o momento desta publicação.

De acordo com a Organização das Nações Unidas, cada pessoa necessita de 3,3 mil litros de água por mês (cerca de 110 litros de água por dia para atender às necessidades de consumo e higiene). No entanto, no Brasil, o consumo por pessoa pode chegar a mais de 200 litros/dia. Um pouco mais da metade da água é gasta no banheiro, em banhos, descargas ou outras utilizações.

Fazendo a simulação disponível no site da Copasa, tendo como base 200 litros gastos por dia em uma casa com quatro pessoas, o consumo mensal seria de 24 m³, o que daria R$ 277,03 a pagar, sendo R$ 159,20 de tarifa de água e R$ 177,83 de coleta e tratamento de esgoto.

Revolta popular

Entre os mais de 150 comentários de moradores revoltados com os preços cobrados na tarifa de água da Copasa em Congonhas, alguns munícipes sugeriram um ato popular de vários bairros para protestarem em frente ao escritório da companhia e procurar o Ministério Público. A moradora Elizabete Pereira, do bairro Murtinho, disse que populares da comunidade irão a manifestação, caso houver.

Já Adenilson Lopes sugeriu um abaixo assinado pedindo a diminuição da tarifa de água da Copasa. “Temos que correr atrás dos nossos direitos, é um absurdo esses valores abusivos que vêm sendo cobrado da população”, disse.

Última atualização em 18 de setembro de 2021 às 12:10