Take a fresh look at your lifestyle.

Ouro Branco e Mariana lideram ranking de saldo de empregos em 2018

Ouro Preto, Congonhas e Lafaiete apresentam dados preocupantes. Ouro Branco é um ponto fora da curva.

0

No primeiro bimestre de 2018, apenas três municípios da região dos Inconfidentes acenaram com evolução no que diz respeito à contratação de mão de obra formal, possuindo saldo de empregos positivo, segundo dados divulgados pelo CAGED, Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social.

Somando janeiro e fevereiro deste ano, Mariana apresenta um saldo positivo de 36 empregos, pois foram 538 admissões e 502 desligamentos. O município de Itabirito apresenta uma situação semelhantes, pois com 728 admissões registradas e 707 desligamentos, a cidade apresenta um saldo positivo de 21 postos de trabalho.

Ouro Preto, Congonhas, Conselheiro Lafaiete apresentam déficit no saldo de emprego no mesmo período analisado.

A cidade histórica de Ouro Preto realizou 631 contratações, mas o número de demissões foi maior, 752 desligamentos, dando um valor negativo de 121, quase 5 vezes mais em relação ao mesmo período em 2017, quando o déficit de empregos em Ouro Preto foi 25.

A situação de Conselheiro Lafaiete é ainda pior que Ouro Preto. Com déficit de 146 postos de trabalho, o município demonstra que tem demitido muto mais do que contratado. Na mesma linha está a cidade de Congonhas, com 115 empregos a menos no primeiro semestre de  2018.

Ponto fora da curva no saldo de empregos

Com saldo de empregos positivo, a cidade de Ouro Branco demonstra um grande diferencial em relação aos municípios vizinhos e está disparada na frente no ranking, com 113 novos postos de trabalho.

Leia também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Facebook