Take a fresh look at your lifestyle.

Samarco Realiza Audiência Pública em Ouro Preto Nesta Segunda-Feira

A mineradora Samarco vai realizar nesta segunda-feira (11) uma Audiência Pública relacionada ao Licenciamento Operacional Corretivo do Complexo de Germano. A Audiência Pública irá ocorrer no Centro de Exposições da UFOP, a partir das 19 horas.

Duas Audiências Públicas já foram realizadas pela Samarco no mês de dezembro em Minas Gerias. No último dia 07, a Audiência Pública para tratar do mesmo tema foi realizada na cidade de Mariana, onde estiveram presentes cerca de mil pessoas. Outro município que já recebeu a Audiência Pública é Matipó, que recebeu a população e representantes da empresa no dia 06 de dezembro.

Audiência Pública da Samarco em Mairana no dia 07 de dezembro. (Foto: Beatriz Magalhães)

Nessas Audiências Públicas, a Samarco está apresentado a população o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e seu respectivo Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) referente ao Licenciamento Operacional Corretivo do Complexo de Germano. Os estudos contemplam a regularização das estruturas existentes, das obras emergenciais realizadas na área de barragens e da adoção de tecnologias para o tratamento de rejeitos.

O processo de licenciamento corretivo se deve à suspensão, ocorrida em outubro de 2016, das licenças da empresa em função do rompimento da barragem de Fundão.

Apresentação de Soluções Para Disposição de Rejeitos na Audiência Pública

O EIA/RIMA do Licenciamento Operacional Corretivo prevê uma retomada gradual das atividades da empresa. No primeiro momento, a solução encontrada é do retorno das
atividades produtivas com a operação de um concentrador, equivalente a uma capacidade produtiva de 26%.

A Samarco propõe, para sua retomada, a adoção de tecnologias que trazem mais segurança técnica e menor impacto ambiental: sistema de filtragem do rejeito
arenoso e sistema de adensamento de lamas. A filtragem permitirá o processamento da parte arenosa dos rejeitos, que representa 80% do volume total gerado. Com isso, o rejeito arenoso poderá ser disposto em pilhas, após a retirada da água.

Já o adensamento da lama, que corresponde a 20% do volume total de rejeitos, reduzirá a quantidade de água presente neste material, aumentando, portanto, a vida útil das áreas de disposição, como a Cava de Alegria Sul, estrutura proposta para receber os rejeitos após a retomada das operações.

Toda a água retirada nos processos de filtragem e adensamento será recirculada no processo produtivo, aumentando a eficiência hídrica da empresa.

Samarco na Economia de MG e ES

Antes do acidente do rompimento oda barragem de Fundão, as atividades da Samarco geravam cerca de 20 mil empregos diretos e indiretos e a mineradora era responsável por 5,8% do PIB do Espírito Santo e 1,5% do PIB de Minas Gerais.

Documentos:

  • Acesse aqui o folder que contém mais detalhes sobre o Licenciamento Operacional Corretivo.
  • E para o RIMA – Relatório de Impacto Ambiental , clique aqui.

Serviço:

Audiência Pública da Samarco em Ouro Preto-MG
Data: 11/12, segunda-feira, às 19 horas
Local: Centro de Exposições da UFOP Endereço: R. Diogo Vasconcelos, 328, Pilar.

Leia Também:

Close