Agenda CulturalBelo HorizonteContagem

Série BH Instrumental apresenta dois shows com representantes de gerações do piano brasileiro

De um lado o pianista, regente e compositor Nelson Ayres, reconhecido como uma das personalidades mais importantes da música instrumental brasileira contemporânea. Do outro, a jovem pianista Luísa Mitre, que já acumula importantes premiações na cena instrumental.

Nelson Ayres e sua Big Band se apresentarão em dose dupla na série BH Instrumental. No dia 27, às 21h, na Praça da Glória, em Contagem, bairro Eldorado; e no sábado, 28, a partir das 19h30, na Praça Floriano Peixoto, no Santa Efigênia, com abertura do show de Luísa Mitre. O acesso aos shows é gratuito.

Em 1973, uma formação de orquestra surpreendeu o público. Sem cantores, tocava um repertório exclusivamente instrumental, passeando pelo jazz e música brasileira. Era a Nelson Ayres Big Band. Durante oito anos, se apresentou religiosamente às segundas-feiras em São Paulo, abrindo caminho para outras big bands que seguiram seus passos, entre elas, a Banda Mantiqueira.

Influenciando uma geração, Nelson Ayres foi responsável pela formação de novos músicos que, por sugestão, pediram o revival desta época. São 16 solistas em um encontro entre músicos que assistiam às apresentações e talentos que não haviam sequer nascido.

Nelson Ayres foi maestro da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo por dez anos e assumiu este cargo em outras formações do Brasil e do exterior, como a Orquestra Filarmônica de Israel. Desde 1978, o pianista vem somando ao prestigiado quinteto instrumental Pau Brasil.

O compositor tocou e gravou com personalidades como Benny Carter, Dizzy Gillespie, Toots Thielemans, Airto Moreira, Ron Carter, Vinícius de Moraes, Chico Buarque, Edu Lobo, Milton Nascimento, entre outros. Além do seu repertório autoral de jazz e MPB, suas composições de música erudita têm sido executadas por orquestras, solistas e grupos de câmara por todo o mundo.

Seus CDs “Perto do Coração”, “Mantiqueira” e “Paixão” são considerados grandes clássicos da música instrumental brasileira.

A big band de Nelson Ayres é formada por Alberto Luccas (contrabaixo), Ricardo Mosca (bateria), André Tinoco (trombone), Bruno Belasco (trompete), Cassio Ferreira (saxofone), César Roversi (saxofone), Diego Calderoni (trombone), Fábio Oliva (trombone), Paulo Malheiros (trombone), João Lenhari (trompete), Lucas Macedo (saxofone), Mauro Oliveira (saxofone), Nahor Gomes (trompete), Rubinho Antunes (trompete) e Ubaldo Versolato (saxofone).

Conheça a pianista Luísa Mitre, que abrirá o show de Nelson Ayres Big Band na Praça Floriano Peixoto

Luísa Mitre é pianista, compositora e arranjadora e foi selecionada pelo edital da série BH Instrumental. A jovem instrumentista teve seu talento reconhecido por premiações como Prêmio Revelação do Festival Internacional de Piano Solo, 18º Prêmio BDMG Instrumental, Prêmio MIMO Instrumental, entre outros.

Na abertura do show de Nelson Ayres Big Band na série de shows, Luísa apresentará o repertório do seu premiado CD autoral “Oferenda”, ao lado de Marcela Nunes (flauta), Natália Mitre (vibrafone), Camila Rocha (baixo) e Victor Mendes (bateria). O set list é formado por composições instrumentais da pianista que refletem suas principais referências musicais e exploram a linguagem do piano brasileiro como o samba-de-roda, maracatu, choro e baião.

O primeiro disco solo da sua carreira recebeu o Prêmio Marco Antônio Araújo de melhor CD autoral, instrumental e de produção independente lançado em 2018; entrou para o catálogo do Guia Especial da Folha de São Paulo; além de figurar na lista dos Melhores da Música Brasileira 2018.

A série BH Instrumental é realizada pela Veredas Produções, com patrocínio do Instituto Unimed-BH, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, viabilizado por mais de 5 mil médicos cooperados e colaboradores.

 

Circuito Instituto Unimed-BH

Criado para estimular o bem-estar e a convivência ao ar livre, o Circuito Instituto Unimed-BH oferece gratuitamente atividades de lazer e socioculturais, em espaços públicos, como a Praça da Saúde e a Praça Floriano Peixoto, em Belo Horizonte, a Praça Milton Campos, em Betim e a Praça da Glória, em Contagem. Em 2018, mais de 35 atrações culturais foram realizadas, prestigiadas por mais de 24 mil pessoas. Conheça a programação em www.circuitoinstitutounimedbh.com.br .

Instituto Unimed-BH

Associação sem fins lucrativos, o Instituto Unimed-BH, desde 2003, desenvolve projetos visando ampliar o acesso à cultura, estimular o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas, valorizar espaços públicos e o meio ambiente. No último ano mais de 1,4 milhão de pessoas foram alcançadas por meio de projetos de cinco linhas de atuação: Comunidade, Voluntariado, Meio Ambiente, Adoção de Espaços Públicos e Cultura. Saiba mais em www.institutounimedbh.com.br .

Projeto Série BH Instrumental

Realizado pela Veredas Produções, o projeto integra o Circuito Instituto Unimed-BH e busca divulgar a música instrumental. A série traz aos palcos grandes instrumentistas, com o objetivo de formar público para o gênero e popularizar o acesso a espetáculos de qualidade, desenvolvendo, assim, a consciência crítica dos cidadãos. Conta com o patrocínio do Instituto Unimed-BH, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, através do incentivo de mais de 5 mil médicos cooperados e colaboradores.

Deixe seu comentário

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar