ComportamentoExclusivaUniverso dos Livros

Setembro Amarelo: cinco livros que ajudam a compreender o suicídio

O movimento mundial de setembro amarelo está em andamento, uma campanha da Organização Mundial da Saúde (OMS) que busca debater o suicídio, considerada uma epidemia oculta.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio todos os anos. Essas organizações também destacam que o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos, 79% dos suicídios no mundo ocorrem em países de baixa e média renda e a ingestão de pesticidas, enforcamento e armas de fogo estão entre os métodos mais comuns de suicídio em nível global.

O diálogo é o melhor aliado na prevenção do suicídio. Também é necessário observar e entender os sinais de alguém que pode estar pensando em se machucar ou até mesmo acabar com sua vida.

Existem certas medidas que devem ser tomadas quando isso acontece que podem impedir uma tragédia. Para isso, selecionamos cinco livros que poderão auxiliar na preservação da vida. Afinal, o livro fala e a alma responde. Confira:

 

1 – Uma história meio que engraçada, de Ned Vizzini:

O livro conta a história do adolescente Graig Gilner que percebe que nem sempre as coisas saem da forma como deveriam. Mas aprenderá também que, mesmo nas adversidades, é possível fazer novos amigos, se apaixonar e encontrar motivos para viver. Como muitos adolescentes determinados a vencer na vida, Craig acredita que sua entrada na Executive Pre-Professional High School de Manhattan é o passaporte para o seu futuro. Obstinado a ter uma vida de sucesso, Craig estuda dia e noite para gabaritar no exame de admissão, e consegue.

O livro está disponível no site da Editora Leya e em diversas livrarias virtuais.

 

2 – A arte de viver a vida, de Pierre Weil

Nesta obra, o leitor encontrará a oportunidade de ouvir a maestria com a qual Pierre Weil se expressava aos aprendizes que, junto com ele, ao longo dos anos, ajudaram a aperfeiçoar o caminho de viver a vida da melhor forma, de viver a vida com arte.

O autor criou seminários com ferramentas simples, profundas, impactantes e generosas, para que outras pessoas pudessem também experimentar, cada uma à sua maneira, tempo e ritmo, a transformação que ele mesmo viveu através da reconexão com este estado de paz interior, que nos alimenta e transforma.

O livro pode ser encontrado em diversas livrarias virtuais.

 

3 – A morte é um dia que vale a pena viver, de Ana Claudia Quintana Arantes

Em 2012, Ana Claudia Quintana Arantes deu uma palestra ao TED que rapidamente viralizou, ultrapassando a marca de 1,7 milhão de visualizações. A última fala do vídeo, “A morte é um dia que vale a pena viver”, se tornou o título do livro que, desde seu lançamento em 2016, vem conquistando um público cada vez maior.

No livro, a autora tem a coragem de lidar com um tema que é ainda um tabu. Em toda a sua vida profissional, a médica enfrentou dificuldades para ser compreendida, para convencer que o paciente merece atenção mesmo quando não há mais chances de cura.

O livro está disponível no site da Editora Sextante e em outras livrarias virtuais.

 

4 – Carpe diem, de Roman Krznaric

Pronunciado pela primeira vez há mais de 2 mil anos pelo poeta Horácio, Carpe diem – “aproveite o dia” – ressoa até hoje em nossa cultura. Músicas, filmes, livros inspiraram-se nesse antigo lema, disseminando seu potencial transformador.

O autor explora não apenas as contribuições de grandes pensadores, mas também insights e lições das vidas de praticantes pioneiros do lema: de anônimos a famosos, como David Bowie e Steve Jobs. Valendo-se de uma abordagem eclética, cruzando referências das mais diversas fontes, ele monta um verdadeiro banco de dados sobre a expressão e investiga as suas diversas aplicações nos dias de hoje.

O livro pode ser encontrado no site da Editora Zahar e em outras livrarias virtuais.

 

5 – O suicídio e sua prevenção, de José Manoel Bertolote

Desde a Antiguidade, o suicídio é uma questão que intriga aqueles que ficam: o que levaria a tamanho rompimento com o primeiro dos instintos humanos? Este livro estuda o suicídio em profundidade, aproximando-se de suas possíveis causas e sugerindo caminhos para prevenir esse ato extremo.

O livro está disponível no site da Editora Unesp.

Deixe seu comentário

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar