EducaçãoMinas GeraisUniversidade

UFMG tem melhor classificação entre Universidades Federais em ranking

O Brasil possui agora, 46 Universidades brasileiras na lista do Times Higher Education, um dos principais rankings universitários do mundo. No ano passado eram 35. São 11 novas instituições. Com isso, o Brasil passa de nono para sétimo país com maior número de universidades na lista, passando o Chile, a Itália e a Espanha.

Duas universidades mineiras entraram nessa! A Universidade Federal de Ouro Preto e a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais agora fazem parte das melhores universidades do mundo. Além delas, entraram também a Universidade de Caxias do Sul (RS), Universidade Federal de Alagoas, Universidade Federal do Espírito Santo, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Universidade Federal Rural do Semi-Árido (RN), Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Universidade de Fortaleza, Universidade do Estado de Santa Catarina e, por fim, Universidade Estadual de Santa Cruz (BA).

Os critérios utilizados para esse ranking são: ensino, pesquisa, citações, visão internacional e transferência de conhecimento. Esses quesitos são levados em conta para os indicadores de desempenho das universidades. A classificação é feita em grupos a partir da posição 200, e todas as novas instituições foram classificadas na faixa de mais de 1001.

Situação das Universidades Brasileiras Classificadas

Dentre as Universidades brasileiras classificadas, a Universidade de São Paulo (USP) se manteve na posição, sendo a melhor colocada no ranking, entre as instituições nacionais, há 11 anos.

Atrás da USP (251 – 300 no ranking) se encontra a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) na posição 501 – 600. E em terceira, dentre as nacionais, se localiza a primeira Universidade em âmbito Federal do país na classificação, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 601 – 800.

Apesar de o Brasil ter ampliado o número de Universidades no ranking, o maior número delas caiu de posição ou estagnou. Como é o caso da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), que foi a única a cair de posição, portanto, não está presente no rank desse ano.

Situação financeira das Universidades Brasileiras

Ao mesmo tempo, muitas críticas rondam o governo Bolsonaro, já que o mesmo autorizou, em abril, um bloqueio de 30% no orçamento de todas Universidades do Brasil. Segundo professores e cientistas, essa ação pode causar congelamento de pesquisas e fazer com que pesquisadores deixem de estudar ou vão para outro país para continuarem seus estudos.

* Com colaboração de Rômulo Soares

Deixe seu comentário

Etiquetas
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar