Veja o que são mitos e o que são verdades sobre o novo coronavírus

Como o nome já diz, o novo coronavírus (Covid-19) é uma novidade e por pouco se saber sobre o ele, a desinformação e propagação de informações falsas se torna muito maior. Por isso, numa situação grave como a atual, é importante ter responsabilidade em onde se busca conteúdo sobre o vírus e, também, como e da onde compartilhamos conteúdo. Pensando nisso, resolvemos separar mitos e verdades sobre o coronavírus. Confira:

Mitos

Bichos de estimação transmitem o vírus

Até agora não há casos registrados de transmissão do novo coronavírus de animais para seres humanos.

Circulação ao ar livre é contraindicada

Circular ao ar livre, crianças brincarem fora de casa e tudo mais não é uma contraindicação, desde que haja o mínimo de contato possível com outras pessoas. É importante escolher lugares abertos e com muita circulação de ar, em horários alternativos, quando poucas pessoas estarão presentes.

Existem formas de reforçar o sistema imunológico contra o novo coronavírus

Ainda não foi comprovada nenhuma forma de reforço do sistema imunológico contra o novo coronavírus. As recomendações são as mesmas para qualquer situação. Dormir e comer bem, se hidratar, ter uma vida saudável em geral, não para somente se proteger do corona, mas para uma melhor qualidade de vida.

Vitamina D protege do novo coronavírus

Outro mito. Como dito no tópico acima, ainda não se conhece nenhum reforço contra o vírus. A vitamina D é indicada para quem sofre deficiência dessa substância e seu uso é indicado por médicos, após consultas, exames e via prescrição médica.

Pele negra é mais resistente ao covid-19

Falso. Após um jovem negro camaronês contrair e se curar da doença, surgiram especulações que pessoas de pele negra são mais resistente ao vírus, o que é negado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Qualquer pessoa pode contrair a patologia, independentemente de sua cor.

Se uma pessoa contaminada entra num carro, é melhor parar de dirigí-lo

Isso não é necessário. É importante higienizar o carro e manter os vidros abertos, deixando o ar circular.

É possível pegar o novo coronavírus ao receber produtos comprados e enviados da China

Não existem casos registrados de contágios desse tipo. Além disso, segundo especialistas, seria improvável. Mas não é possível afirmar com 100% de certeza que este é um mito.

O novo coronavírus foi criado/manipulado geneticamente por seres humanos

Mito. O novo coronavírus é uma mutação do coronavírus, que já existia. Inclusive seis dos tipos do vírus já causavam doenças nos seres humanos.

Existe vacina para o novo coronavírus

Não. Ainda não existe nenhuma vacina disponível para o novo coronavírus. Mas, a boa notícia é que, há alguns dias, pesquisadoras da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com uma universidade da Inglaterra, sequenciaram o genoma do coronavírus em tempo recorde, apenas dois dias. Esse é o primeiro passo para a produção de vacinas e medicamentos.

Veja o que são mitos e o que são verdades sobre o novo coronavírus
Imagem ilustrativa – Crédito da imagem: Pixabay

Verdades

Uso de máscaras e luvas, além de higienização das mãos ajuda a prevenir o novo coronavírus

Sim, usar máscaras e luvas diminui as áreas de contato e transmissão do vírus, e a higienização das mãos, seja com álcool gel ou água e sabão/outros produtos de limpeza, destrói a estrutura viral. Profissionais de saúde devem usar a máscara N-95, enquanto, para os pacientes, a máscara é a cirúrgica simples. A recomendação para prevenção é descartar as máscaras a cada quatro horas, quando em ambientes externos. Dentro de casa, o uso da mesma máscara pode ser mantido até que ela fique úmida ou suja. É importante usar esses produtos com consciência, visto que podem faltar em algum momento.

Pessoas com máscaras podem contrair o novo coronavírus

A máscara protege, mas não imuniza. Ou seja, com o produto, você fica menos suscetível a contrair o coronavírus, mas há outras formas de contágio. A principal forma de contágio é pelo ar, quando o portador do vírus tosse ou espirra, espalhando o vírus. Mas também este pode ser contraído pelo contato das mãos em superfícies contaminadas em até 24h de liberação das partículas. Por isso é importante evitar tocar olhos, nariz e boca sem antes higienizar as mãos.

É contra indicado frequentar academias e praticar esportes de contato

O ideal, no momento, é realizar atividades físicas ao ar livre, evitando contato com outras pessoas. Caso continue frequentando academias, a higienização constante dos aparelhos e mãos é indispensável.

É contra indicado realizar visitas e frequentar locais onde poderão ocorrer aglomerações

Sim. No momento é importante evitar contato com outras pessoas. Pessoas que ainda não apresentaram sintomas podem transmitir o vírus. Portanto é possível que exista gente infectada em locais públicos que ainda não sabe que carrega o vírus.

Leia também: Coronavírus – veja o que fazer caso acabe o álcool em gel

Comentários