Vítima ouro-pretana da tragédia de Brumadinho tem o corpo identificado

NEWSLETTTER

RECEBA O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS DIARIAMENTE
Digite seu Nome:

Digite seu E-mail:

Escolha o tipo e/ou às localidades que você deseja receber notícias -

Destaques

Globo transmitirá final da Copa do Mundo de 2002 no domingo (12)

Parece ironia querer sentir alegria na época da pandemia? Bom, pelo menos para o fã de futebol, sim. Os...

Previsão do tempo em Minas Gerais de segunda-feira (06/04)

Nesta segunda-feira (6), áreas de instabilidade atmosféricas que ainda atuam na divisa dos estados de Minas Gerais e Goiás...

Estudo revela que remédio antiparasitário pode parar o coronavírus em 48 horas

Pesquisas recentes mostram que a droga Ivermectina pode matar o novo coronavírus, que causa o Covid-19, em 48 horas....

Secretaria de Meio Ambiente de Belo Horizonte realiza processo seletivo

No dia 20 de abril inicia-se as inscrições do Processo Seletivo 001/2020 da Secretaria Municipal de Meio Ambiente da...

Quatro pessoas da mesma família morrem em acidente de trânsito em MG

Na manhã deste domingo (5), um grave acidente envolvendo um caminhão e um carro de passeio, na BR-262, KM...

O corpo da técnica em segurança do trabalho, Elis Marina da Costa, de 24 anos, foi encontrado em meio às lamas da tragédia de Brumadinho (MG), na manhã desta sexta-feira (22), e, identificado na madrugada deste sábado (23). Elis era de Cachoeira do Campo, distrito de Ouro Preto (MG).

Após ser encontrado, o corpo de Elis foi enviado ao Instituto Médico Legal (IML), em Belo Horizonte (MG), para identificação, que só pode ser realizada por meio da arcada dentária da vítima. Embora o corpo tenha chegado ao IML na tarde de sexta-feira, a confirmação da identidade foi realizada apenas na madrugada do sábado.

A equipe de bombeiros que realizava as buscas encontrou partes do corpo da vítima soterrados em aproximadamente três metros de profundidade, da região denominada “Esperança”, na Barragem 1.

Já foram encontrados 256 corpos após o rompimento da Barragem da Vale, localizada no Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), região metropolitana de Belo Horizonte, que aconteceu no dia 25 de janeiro.

Uma barragem que continha os rejeitos de minério da Mina do Córrego do Feijão se rompeu inundando a região, destruindo, sobretudo, a área administrativa onde muitos funcionários da mineradora Vale almoçavam no momento, e contaminando o Rio Paraopeba, um dos afluentes do Rio São Francisco.

Familiares e amigos de Elis Marina manifestaram luto através das redes sociais. E estão recebendo condolências da população ouro-pretana, que neste momento se demonstra sensibilizada com a confirmação da morte da jovem. O portal Mais Minas lamenta com tristeza o ocorrido.

Prestes a completar dez meses da tragédia, o local ainda oculta 14 pessoas que estão desaparecidas. Bombeiros realizam buscas ininterruptas desde o dia 25 de janeiro, data em que aconteceu o rompimento da barragem. Os profissionais contam com o apoio de maquinários, cães farejadores e drone para facilitar as buscas.

Elis Marina será velada e enterrada na Igreja da Matriz em Cachoeira do Campo, Ouro Preto (MG), neste sábado,  às 14h30. A jovem era solteira, e deixou o pai, a mãe e dois irmãos.

“Estamos aliviados por poder dar um enterro digno a ela, mas, claro, com o coração em prantos”, disse a irmã da vítima em entrevista ao Mais Minas.

Em propaganda televisionada pela Rede Globo no horário nobre, a Vale manifesta prestação de contas junto à população mineira com os seguintes dizeres:

“Para reduzir os impactos causados pelo rompimento da Barragem 1, em Brumadinho, trabalhamos em quatro frentes de reparação e vamos atualizar o avanço em cada uma delas.

Na frente social, nosso foco é dar todo o suporte possível aos atingidos e suas famílias, com acolhimento e assistência humanitária, feita por equipes especializadas. Também o pagamento das doações e indenizações emergenciais, trabalhistas e individuais, e, para orientar na retomada da rotina e planejamento financeiro, estruturamos o Programa de Assistência Integral aos Atingidos, voltado para aqueles que já estão recebendo as indenizações individuais.”

No vídeo que está sendo divulgado, a Vale se pronuncia sobre demais frentes que estão trabalhando, são elas: Meio Ambiente, Obras e Segurança.

 

- Advertisement -