Volume de atividade turística em Minas Gerais cresce 17,6% em 2023

Por Redação Mais Minas
0 comment

Conforme análise dos dados do volume de atividade turística do mês de agosto, realizada pelo Núcleo de Estudos Econômicos da Fecomércio MG, Minas Gerais sustenta crescimento da atividade turística nos oito primeiros meses de 2023. Nesta frente da análise, o estado tem evolução de 17,6%, superando o segundo colocado, a Bahia, em quatro pontos percentuais. 

Volume de atividade turística em Minas Gerais cresce 17,6% em 2023
Foto: divulgação

Por outro lado, Minas exibe a maior taxa de crescimento do Brasil nos últimos 12 meses com 21,5%. Desta forma, o desempenho do Turismo no estado vem se mostrando sustentável pelo terceiro ano consecutivo.

De acordo com a análise, Minas registra crescimento também no desempenho obtido em agosto de 2023 frente a agosto de 2022 que foi de 10,7%. Embora seja uma taxa menor do que a obtida nos últimos três meses, nesta base de comparação, o incremento do turismo em Minas segue acima dos dois dígitos desde abril de 2021. O desempenho do estado na variação anual supera o desempenho do Brasil em 5,8 pontos percentuais.    

Já a variação registrada em agosto sobre julho de 2023 mostra neutralidade no desempenho da atividade turística em Minas Gerais.  Em julho o desempenho da atividade foi de 0,8%. Os analistas da Fecomércio MG pontuam que a base de comparação de um mês para outra traz flutuações ao indicador em função de sazonalidades e ao curto período de análise para formação do indicador. No âmbito nacional, a atividade turística teve desaceleração de 1,5% em agosto sendo que em julho indicava crescimento de 0,9%.

Olhar Econômicopor Gilson Machado, economista da Fecomércio MG.

O volume de atividade turística segue com desempenho expressivo para o estado de Minas Gerais, em agosto, acumula avanço de 17,6% no acumulado do ano e 21,5% nos últimos 12 meses. Os dados para o consolidado do Brasil são de 8,0% e 10,4%, respectivamente.

Podemos dizer que a conjuntura de alguns indicadores somado a demanda reprimida da atividade deixada pela pandemia e o fato de ter feito com que as famílias despertassem ou intensificassem o volume de atividade turística.  

Ao abordar alguns indicadores, temos a inflação (set.22 a ago.23) que está 4,12 ponto percentual inferior aos 12 meses imediatamente anterior (set.22 a ago.23 – 4,61% / set.21 a ago.22 – 8,7%). A taxa básica de juros, Selic, que atualmente está em 12,75% e no mesmo período do último ano estava no patamar de 13,75%. E a atividade econômica do Brasil, que superou as expectativas de mercado no 2 trimestre do ano e deve encerrar o ano de 2023 na casa de 2,92%, conforme projeção do boletim Focus. 

Somado a esses indicadores macroeconômicos, temos a melhora de indicadores de desemprego e renda, tanto no contexto nacional quanto no estadual no 2º semestre do ano corrente. O que por sua vez, tem refletido em mais pessoas no mercado de trabalho e com mais renda frente ao mesmo período do último ano. 

E com a melhora no ambiente econômico, percebemos que o volume de atividade turística tanto no estado mineiro quanto no Brasil segue registrando um bom desempenho, com destaque para Minas Gerais que segue com desempenho mais expressivo na atividade.

Desse modo, podemos dizer que o crescimento do volume da atividade turística no estado de Minas Gerais é reflexo de fatores como investimento, melhoria do ambiente econômico e a pluralidade turística encontrada em Minas, com características diversificadas ao longo das suas dez macrorregiões.

Para o setor de turismo da Fecomércio MG, os números positivos e de constante crescimento do turismo em Minas Gerais refletem uma consolidação de destinos mais conhecidos e uma oportunidade de crescimento também em destinos desconhecidos pelos turistas.  Minas se destaca pela sua capacidade de encantar com a gastronomia, cultura, história e natureza, mas para alcançar patamares ainda maiores, é preciso que as empresas do segmento procurem a melhoria contínua de seus serviços alinhada a tendências de perfil de novos viajantes.  

Sobre a Fecomércio MG

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Minas Gerais integra o Sistema Fecomércio MG, Sesc e Senac em Minas e Sindicatos Empresariais que tem como presidente o empresário Nadim Donato. A Fecomércio MG é a maior representante do setor terciário no estado, atuando em prol de mais de 740 mil empresas mineiras. Em conjunto com a Confederação Nacional do Comércio (CNC), presidida por José Roberto Tadros, a Fecomércio MG atua junto às esferas pública e privada para defender os interesses do setor de Bens, Serviços e Turismo a fim de requisitar melhores condições tributárias, celebrar convenções coletivas de trabalho, disponibilizar benefícios visando o desenvolvimento do comércio no estado e muito mais.

Há 85 anos fortalecendo e defendendo o setor, beneficiando e transformando a vida dos cidadãos.         

Comentários Facebook

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS