Zema autoriza crédito de R$ 260 milhões para o enfrentamento ao coronavírus em Minas Gerais

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), sancionou o Projeto de Lei 1.750/20, que autoriza a abertura de crédito especial de R$ 260,4 milhões para 11 instituições que estão atuando no enfrentamento ao novo coronavírus. Também foi sancionada a proposta para que os deputados estaduais remanejam emendas para medidas que amenizem os efeitos negativos causados pela doença.

Segundo o presidente da Assembleia Legislativa, Agostinho Patrus (PV), são R$ 300 milhões a serem empregados na compra de medicamentos e equipamentos para a ampliação da capacidade de testes e atendimento hospitalar. Além disso, este recurso também será utilizado para ações de prevenção de idosos, moradores de rua, entre outras pessoas em situação de risco.

Durante a cerimônia, Romeu Zema, acompanhado pela maioria dos parlamentares, disse que o estado tem agido com rapidez e que por isso o número de casos de coronavírus tende a diminuir em Minas Gerais. “Nos últimos dias já tivemos dados que demonstram que o avanço de novos casos tende a não ter um crescimento vertiginoso como aconteceu em diversos países e ainda acontece em alguns estados do Brasil, devido às medidas rápidas que nós tomamos”, disse o governador.

Entretanto, Zema ressaltou que o estado está se preparando para um clímax de casos de coronavírus. “Estamos prevendo o pior. O hospital de campanha no Expominas está sendo montado com 800 leitos, e vários outros estão em planejamento no interior do estado. Caso venhamos a ter um cenário que é o pior, estaremos minimamente preparados para um enfrentamento”, finalizou o governador.

Coronavírus em Minas Gerais

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou, na manhã desta quinta-feira (2), mais um Informe Epidemiológico detalhando a situação do novo coronavírus (COVID-19) no estado. De acordo com o informe, no momento, são 39.084 casos suspeitos, 370 confirmados, 53 óbitos em investigação e seis óbitos que já tiveram a causa por coronavírus confirmada. Os números mostram que ontem (1), para hoje (2), o número de mortes por COVID-19 dobrou, de três para seis casos.

Comentários