2° turno de votação para construlção da Arena MRV é adiado

Por

Aprovado em primeira instância no plenário da Câmara de Belo Horizonte, o Projeto de Lei 817/19, que autoriza a ocupação e reparcelamento de solo do terreno onde o clube pretende construir a Arena MRV, teve seu segundo turno adiado. O motivo é que na pauta da reunião do dia 11 de setembro havia outra questão política a ser debatida, a “Escola Sem Partido”. Portanto, a decisão quanto ao estádio do Atlético ficará apenas para o próximo mês.

Nesta terça-feria (10), o Projeto de Lei 817/19 foi aprovado com unanimidade, com 38 votos a favor e nenhum contra. Para aprovação, a Arena MRV necessitava de 28 votos ‘sim’ dos 41 vereadores. Entretanto, com o insucesso da discussão sobre a “Escola Sem Partido”, a reunião durou de 15h às 19h, sendo encerrada um pouco mais cedo, por falta de quórum.

O Projeto de Lei 817/19, datado em 29 de julho, foi enviado à Câmara pelo chefe de executivo municipal, Alexandre Kalil (PSD). Nele está presente o texto que autoriza que o solo do terreno, localizado no bairro Califórnia, Região Noroeste de Belo Horizonte, seja concedido e destinado para a construção da Arena MRV.

Pressão da torcida

A Torcida Organizada Galoucura esteve presente no Plenário para assistir a votação tanto na terça-feira quanto na quarta. E ateou gritos para acelerar os votos dos vereadores na Câmara.

Grupo de estudantes também estavam presentes para assistir a discussão no plenário sobre a “Escola Sem Partido”, e aproveitou a presença da Torcida Organizada do Atlético, para também atear seus cantos.

Tags : , , , , ,

Postado em 12 de setembro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.