Carlos Bolsonaro ataca setor de comunicação do Planalto e comete gafe: “Tenho literalmente me matado para tentar melhorar”

No início da tarde da última segunda-feira (29), o vereador da cidade do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (PSC), criticou a equipe de comunicação do Palácio do Planalto. “Tenho literalmente me matado para tentar melhorar (as ações de comunicação), mas como muitos, sou apenas mais um e não pleito e nem quero máquina na mão”, escreveu o filho do presidente Jair Bolsonaro em seu perfil oficial no Twitter.

Vejo uma comunicação falha há meses da equipe do Presidente. Tenho literalmente me matado para tentar melhorar, mas como muitos, sou apenas mais um e não pleiteio e nem quero máquina na mão. É notório que perdemos oportunidades impares de reagir e mostrar seu bom trabalho.

Veja:

 

Além de um possível ataque direto ao ministro da Secretaria de Governo, o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, a quem a Secretaria de Comunicação Social (SECOM) é ligada, a publicação feita por Carlos Bolsonaro serviu como resposta a rumores de que ele estaria interessado em um cargo na comunicação presidencial. Mais cedo, o vereador já havia publicado uma mensagem que dizia: “O presidente diz que se eu quisesse um Ministério assim o teria, algo que não acontece. Tenho interesse apenas que o Brasil dê certo”, declarou. Carlos ainda completou o tuíte alegando que, segundo rumores da grande imprensa, ele teria interesses na Secretaria de Comunicação Social do governo.

Carlos Bolsonaro é o mais próximo dos filhos de Bolsonaro que estão na política. Seu papel ao lado de seu pai, inclui, sobretudo, o gerenciando os perfis pessoais do presidente nas redes sociais. Tal influência, somada ao seu temperamento impulsivo, tem sido alvo de críticas de apoiadores do atual governo.

Jair Bolsonaro, por outro lado,  considera o filho Carlos como o principal responsável pela grande acensão de sua candidatura presidencial nas redes sociais.  Certa vez, o presidente da República chegou a afirmar que o vereador tem total liberdade para se pronunciar e expor suas ideias, ao referir-se a rumores de que Carlos Bolsonaro o havia impedido de publicar em suas próprias redes sociais.

Ainda nas redes sociais, o tuíte de Carlos Bolsonaro gerou memes e piadas por parte de internautas devido ao uso errado da palavra “literalmente” em sua publicação.

Comentários