O que você procura?
Renova banner


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Aos 67 anos, morre o cantor português Roberto Leal

Rodolpho Bohrer 15 de setembro de 2019 às 13:08
Tempo de leitura
2 min

Na madrugada deste domingo (15), em São Paulo, veio a óbito o cantor português Roberto Leal, conhecido pelas músicas “Arrebita” e “Bate o pé”. A morte ocorreu devido a um tumor que evoluiu e atingiu o fígado, causando síndrome de insuficiência hepato-renal.

A assessoria do artista informou que em suas últimas horas, ele teve complicações em decorrência do problema renal. Roberto Leal tinha 67 anos e estava internado há cinco dias no Hospital Samaritano, após apresentar reações alérgicas a medicamentos.  O cantor também vinha há dois anos tratando de um câncer de pele. Em sua carreira, ele gravou mais de 400 músicas e vendeu 17 milhões de discos.


Nas redes sociais, muitos famosos lamentaram a morte e fizeram homenagens ao cantor. Geraldo Luis, apresentador de um programa na TV Record , fez um relato emocionado.”O Brasil perde um dos poetas portugueses que tanto amou. Eu perco um amigo de luz que a vida me deu. Roberto Leal compôs a mais linda história em vida sobre a música e o amor. Roberto era único no sotaque amoroso com quem amava e para quem cantava”, escreveu.

Gugu Liberato postou uma foto antiga com o cantor e lamentou: “Com tristeza registro o falecimento do meu querido amigo Roberto Leal. Meus sentimentos a toda a família”.

Os fãs também lamentam a morte do artista e prestam homenagens nas redes sociais:

O velório de Roberto Leal será na segunda-feira (16) na Casa Portugal, das 7h às 14h. O enterro será à tarde, no Cemitério de Congonhas, na Zona Sul da capital paulista. As duas cerimônias serão abertas ao público.

Inscreva-se no nosso boletim informativo

Inscreva-se para receber as principais notícias veiculadas no nosso site em sua caixa de entrada, uma vez por dia.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.

Última atualização em 19 de setembro de 2021 às 13:19