Cruzeiro briga contra o rebaixamento?

por Davi Guimarães

Após mais uma partida ruim, o torcedor do Cruzeiro ficou ainda mais apreensivo com o desempenho da equipe, ligando alerta para a briga contra o rebaixamento.

Cruzeiro briga contra o rebaixamento?
Cruzeiro x América-MG, no Mineirão, em Belo Horizonte. Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Com o empate, o Cruzeiro chegou a 12ª colocação e 30 pontos conquistados até o momento, ainda figurando na zona de classificação para a Copa Sulamericana. Acontece que, o Goiás, primeiro time na zona do rebaixamento, tem 26 pontos e a equipe de Zé Ricardo, até o momento, não apresentou nenhum sinal de evolução desde a vitória fora de casa diante do Santos, o que deixa o torcedor muito preocupado com o futuro do clube, receosos com um eventual rebaixamento à segunda divisão.

Nos últimos 6 jogos atuando como mandante, o Cruzeiro não conseguiu vencer nenhuma partida: Perdeu uma e empatou 5. O ataque celeste é inoperante, marcando apenas 2 gols nestes confrontos: Média de 0,3 gol por jogo. Número muito baixo para quem almeja sair da confusão da parte de baixo da tabela.

Quais as chances matemáticas de queda do Cruzeiro?

Segundo estudo da UFMG, o Cruzeiro tem 13% de chance de rebaixamento e 48% de chance de se classificar para a Copa Sulamericana. Os números não assustam, muito pelo contrário, motivam o torcedor celeste. Porém, se analisarmos o desempenho do time no campo, o cruzeirense fica apreensivo ao ver a equipe em campo, sem nenhuma perspectiva de melhora e ascensão na tabela.

No último domingo (1), diante do América, o Cruzeiro teve 18 finalizações, mas apenas 2 foram em direção ao gol. A falta de pontaria e a carência por um homem de referência no ataque deixam o torcedor indignado com o planejamento de Ronaldo e Pedro Martins na montagem do elenco.

Torcida não perdoa a diretoria da SAF celeste.
Montagem do elenco é o principal alvo da crítica da torcida.

ARTIGOS RELACIONADOS

Logo Preta

Destaques

PARCEIROS