O que você procura?


O que podemos aprender com o trânsito na Europa?

Rômulo Soares 26 de agosto de 2021 às 00:34
Tempo de leitura
5 min
Foto: Biblioteca de imagens do Canva
Foto: Biblioteca de imagens do Canva

A Europa é exemplo e serve de modelo para o restante do mundo em vários aspectos, como educação e segurança, por exemplo. Mas o Brasil com certeza está a anos luz de ser comparado com o continente europeu, principalmente no que diz respeito ao trânsito.

O sistema de trânsito europeu conta com transporte público organizado e confortável, linhas de ônibus e metrôs exemplares, estradas planejadas de forma eficaz, muitas ciclovias na maioria das cidades, entre outros aspectos.

Uma boa mobilidade urbana é um direito que todos os seres humanos deveriam poder usufruir, mas no Brasil, principalmente nas grandes cidades, isso está longe de ser realidade. Por esse motivo, talvez se nossas entidades governamentais se espelhassem um pouco no sistema de trânsito e mobilidade europeu, fosse possível melhorar um pouco esse quesito aqui em nosso país.

Sendo assim, neste artigo você verá algumas coisas que estão presentes na Europa em relação ao trânsito e a mobilidade urbana, que o Brasil poderia tomar como lição para melhorar as condições do trânsito em nosso país.

Educação dos condutores

Começando pelo aspecto que deixa muito a desejar no povo brasileiro, a educação ao volante. Na Europa, as pessoas aprendem a importância de ser educadas no trânsito desde pequenas na escola, o que não acontece em nosso país.

Além disso, nas cidades europeias não observamos com frequência comportamentos, como ultrapassagens perigosas, motoristas circulando na contramão, carros sendo guiados pelo acostamento, veículos sendo conduzidos colados na traseira de outros e muitas outras coisas que ocorrem com frequência em nosso país.

Se começássemos a adotar uma postura mais educada no trânsito, muitos acidentes poderiam ser evitados por conta de condutas inadequadas, portanto essa é uma questão que cabe a cada um de nós colocar em prática.

Veículos

A segurança e o estado de conservação dos veículos europeus também é outra questão que deve ser levada em consideração pois, no continente europeu são exigidas várias medidas de segurança em relação aos veículos, as quais não são exigidas aqui no Brasil.

Aqui em nosso país, carros usados mais antigos não possuíam tanta segurança, o que aumentava consideravelmente a quantidade de acidentes, mortes no trânsito e lesões ocasionadas pela falta de equipamentos de segurança nos veículos.

Contudo, essa é uma questão que vem mudando aos poucos e os carros e veículos do nosso país. Há cerca de sete anos, vem sendo produzidos com mais equipamentos voltados para a segurança dos motoristas e passageiros.

Estradas

No continente europeu, todas as estradas são construídas no mais alto grau de modernidade e tecnologia, possuem ótimas sinalizações e asfaltos de boa qualidade, independente do fato das vias conterem ou não pedágios.

Já em nosso país, mesmo as estradas que contém pedágios (geralmente com um valor alto) possuem buracos, falta de sinalização adequada e muitas fissuras no chão, sem falar é claro, das ruas urbanas das cidades brasileiras. Pois os materiais e métodos de construção das estradas e ruas brasileiras são completamente ultrapassados se comparados aos da Europa.

Segurança

Além de contar com condutores bem educados, estradas em perfeito estado e veículos com segurança de ponta, os membros da União Europeia assinam corriqueiramente vários acordos que envolvem assuntos sobre boas condições de trânsito para a população da Europa. Alguns temas que os membros da União Europeia assinaram foram:

  • Um acordo que concorda em quem todos os países deveriam manter sempre a segurança das estradas e fazer inspeções constantemente;
  • Sempre melhorar as práticas de segurança no trânsito para que nunca fique estagnado;
  • Realizar várias auditorias em vários projetos para sempre melhorar a infraestrutura das ruas e rodovias;
  • Elaborar relatórios que mostram as causas de todos os acidentes graves que contenham vítimas fatais em todas as estradas europeias.

Além desses, os governos de todo o continente europeu estão constantemente se reunindo e buscando sempre mais melhorias para aumentar ainda mais a segurança das estradas, rodovias, ruas e de toda a mobilidade urbana da população.

O que o Brasil e os brasileiros podem aprender com tudo isso?

Apesar de grande parte da melhoria da mobilidade urbana depender das entidades governamentais, nós também podemos aprender uma lição valiosa com os europeus e fazer a nossa parte para que a vida no trânsito seja mais segura e agradável.

Podemos começar mantendo sempre nossos veículos regularizados e com a revisão sempre em dia, por exemplo, para garantir que tudo esteja funcionando corretamente e dentro das normas de segurança.

Além disso, os motoristas podem começar sendo mais educados no trânsito com outros condutores e também com pedestres, a fim de evitar comportamentos perigosos que podem ocasionar acidentes, como ultrapassagens perigosas, andar com o carro colado na traseira de outro veículo e muitas outras atitudes que são corriqueiras do povo brasileiro.

Se nos espelharmos no comportamento europeu, com certeza conseguiremos criar uma atmosfera de trânsito mais agradável para todos.