Distribuição de cestas básicas pela Prefeitura de BH é estendida para mais pessoas

Nessa quarta-feira (1), a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH) anunciou que, além das famílias de estudantes da rede municipal de ensino, também serão concedidas cestas básicas para estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA), famílias incluídas no cadastro único dos Programas Sociais (CadÚnico) até o dia 18/03, ambulantes licenciados, moradores de vilas, favelas e ocupações urbanas, catadores de materiais recicláveis, agricultores urbanos e famílias residentes em aglomerados, mas que não estão nos cadastros anteriores e integram o sistema do SUS (Sistema Único de Saúde).

A estimativa da PBH é que, na próxima semana, para contemplar esses novos grupos de pessoas, serão concedidas pelo menos mais 240 mil cestas básicas. Nesta semana 142 mil cestas já forma disponibilizadas.

Ainda segundo a Prefeitura, a definição do público que receberá as novas 240 mil cestas básicas terá como fonte os dados oficiais de cadastros já realizados pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania (SMASAC), Superintendência de Limpeza Urbana da Capital (SLU), Secretaria Municipal de Política Urbana (SMPU) e Secretaria Municipal de Saúde (SMSA).

Para famílias de estudantes da educação municipal, a retirada da cesta básica deve ser feita no local indicado pelo sistema criado pela Prefeitura. Para visualizá-lo, é necessário acessar o site cestaestudante.pbh.gov.br e preencher os dados como CPF, nome e data de nascimento do estudante. Ao preencher os dados, o sistema informará o endereço da loja, dia e horário em que a cesta básica deve ser retirada. Será concedida uma cesta por família.

Para fazer a retirada da cesta básica, o responsável deve apresentar, na loja, o documento de identidade e CPF, ou um documento oficial com foto e o CPF), além de ter que assinar um recibo.

A cesta básica é composta pelos seguintes itens:

– 5 kg de arroz, tipo 1;
– 5 kg de açúcar cristal;
– 2 kg de feijão carioca, tipo 1;
– 1 kg de fubá de milho;
– 500 g de macarrão parafuso massa com ovos;
– 500 g de macarrão espaguete massa com ovos;
– 1 kg de sal refinado;
– 1 frasco de óleo de soja (900 ml);
– 1 kg farinha de mandioca;
– 2 pacotes de leite em pó (400 g cada);
– 1 lata de extrato de tomate (350 g);
– 1 lata de sardinha (250 g)

Leia também: Coronavírus: entidades e movimentos sociais defendem paralisação das atividades minerárias em MG

Comentários