Cantor Eduardo Costa solta após visitar Brumadinho: "cheira a morte"

Na última segunda-feira (1), o cantor Eduardo Costa causou revolta aos moradores da cidade de Brumadinho, onde houve um crime ambiental envolvendo o rompimento de uma barragem da Vale que ocasionou na morte de 259 pessoas. O sertanejo disse em um vídeo que a cidade “cheira a corpo, cheira a morte”.
“Como a cidade foi devastada, é difícil até achar um lugar em Brumadinho hoje para se fazer qualquer tipo de evento. A cidade está totalmente devastada, vocês não têm noção. Aquele lugar cheira corpo, cheira morte”, disse Eduardo Costa ao comentar sobre um possível lugar para fazer uma live.


Vários moradores de Brumadinho se indignaram com as falas de Eduardo Costa e foram até as redes sociais se manifestarem. “Temos em Brumadinho inúmeros locais aptos a realização de eventos de qualidade e, não, literalmente não estamos sentindo cheiro dos cadáveres de nossos irmãos, pais e amigos que foram assassinados pela mineradora Vale no ano passado. Qualquer um que queira uma prova disso basta dar um Google e ou entrar em contato com a gente que temos o maior prazer em mostrar pra todo mundo o tanto que essa terrinha é boa demais da conta”, disse Gustavo Morais Dias, morador de Brumadinho.
Além disso, a Prefeitura de Brumadinho soltou uma nota de repúdio às falas do cantor. “Sobre o vídeo de Eduardo Costa acerca de sua live ser gravada em Brumadinho, a prefeitura lamenta e repudia a infeliz colocação que fez o cantor ao se referir ao nosso município. Eduardo Costa é um artista que sempre teve um carinho enorme por Brumadinho e esse carinho sempre foi recíproco por parte da população. Por isso, queremos crer que o cantor, talvez por falta de informação sobre a real situação do município, tenha cometido um equívoco que possa e precisa ser reparado”, diz o texto.
Confira a nota na íntegra:

Cantor Eduardo Costa solta após visitar Brumadinho "cheira a morte"
Crédito da foto: Facebook / Prefeitura de Brumadinho

Veja também: Justiça do Trabalho condena Vale a pagar indenização a enteadas de trabalhador falecido em Brumadinho

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.