No grupo D da Copa do Mundo 2022, a Austrália vai reencontrar as europeias Dinamarca e França – que há quatro anos estiveram em seu grupo na Rússia. A única diferença é que o Peru, justamente o adversário na repescagem neste ano, dá lugar à Tunísia.

Apesar de importantes desfalques, a atual campeã mundial França dispensa qualquer tipo de comentário. Tem tudo para avançar de fase com tranquilidade. Curiosamente, mais uma vez os ‘Socceroos’ estreiam contra eles. A Dinamarca, que já era um time interessante há quatro anos, só evoluiu após a chegada de Kasper Hjulmand em 2020, e também será parada dura.

Com o pragmatismo de seu treinador Graham Arnold, a Austrália deverá jogar com linhas baixas e explorando contra-ataques. Competir bem defensivamente é a prioridade. Uma vitória contra a Tunísia na segunda rodada, teoricamente o confronto mais acessível, seria crucial para as