Take a fresh look at your lifestyle.

Fábio completa 800 jogos pelo Cruzeiro

Após conquistar Hexacampeonato da Copa do Brasil, goleiro atinge, em partida contra a Chapecoense, incrível marca pelo Cruzeiro

Os últimos dias tem sido muito especiais para o Cruzeiro e para aqueles ligados ao clube. Na última quarta-feira (17), o time celeste levantou o troféu da Copa do Brasil pela sexta vez, segunda consecutiva, ao bater o Corinthians em pleno “Itaquerão”. Já no domingo, além de massacrar a Chapecoense, por 3 a 0, no jogo de entrega das faixas de campeão, realizado no Estádio Independência, mas uma marca importantíssima para o clube e para um de seus atletas foi alcançada: o goleiro Fábio, jogador com mais partidas, maior ídolo recente e considerado por muitos o maior goleiro da história do Cruzeiro completou incríveis 800 jogos com a camisa do Maior de Minas.

Num futebol como o de hoje, onde cifras e transferências comandam o esporte e os jovens jogadores crescem pensando em jogar no futebol europeu, os números de Fábio se tornam ainda mais impressionantes.

Atualmente, Fábio é o jogador que atua a mais tempo pelo mesmo clube entre os times das Séries A e B no Brasil, estando prestes a completar 14 anos vestindo a camisa do Cruzeiro, e é também o jogador com mais partidas pelo mesmo clube, estando em atividade, no futebol nacional. Se continuar jogando regularmente no ano de 2019, Fábio tem grandes chances de se tornar um dos cinco jogadores com mais partidas por um só clube na história do futebol Brasileiro.

O camisa 1 celeste também coleciona uma vasta lista de títulos conquistados com a camisa celeste. São onze conquistas de torneios oficiais, que englobam seis campeonatos mineiros, ganhos nos anos de 2006, 2008, 2009, 2011, 2014 e 2018, três Copas do Brasil, vencidas em 2000, 2017 e 2018 e dois Campeonatos Brasileiros, nos anos de 2013 e 2014.

Fábio sempre foi louvado como um dos maiores caráteres dentro do clube e, mesmo passando por momentos difíceis como algumas graves lesões e problemas pessoais, sempre deu a volta por cima, se mantendo na prateleira de cima dos goleiros brasileiros. O camisa 1 celeste inclusive sempre é lembrado como injustiçado por não ter recebido chances na Seleção Brasileira, estando em diversas ocasiões acima daqueles que estavam sendo convocados.

800 jogos é uma marca muito expressiva e dificilmente será batida. Fábio é mais que um ídolo, é uma lenda e futuramente agradeceremos pela oportunidade de vermos ao vivo uma história como essa ser escrita.

Por mim, Fábio não se aposentaria nunca. Obrigado, lenda!

Close