18.4 C
Belo Horizonte
quarta-feira, 7 dezembro 2022

Renova Excursão

Com suspeita de influência das barragens, lama da enchente Itabirito será analisada pelo MP

O Ministério Público vai analisar a lama que restou em Itabirito após a enchente causada pelas fortes chuvas no início do mês. Após a água abaixar, uma grande quantidade de barro permaneceu nas ruas, tendo que ser retirado pela equipe de limpeza mobilizada da prefeitura, que realizou a desobstrução das vias.

A iniciativa partiu do deputado estadual Alencar da Silveira Jr, que foi até Itabirito junto de outros políticos. A investigação será para descobrir se o excesso de lama está relacionado com as barragens de rejeito da região.

“Em visita a Itabirito, coletei amostras da lama para a investigação que vamos fazer junto do Ministério Público e conversei com moradores e comerciantes que foram afetados pelas chuvas. Juntos vamos mais uma vez recuperar Itabirito”, publicou o deputado em suas redes sociais.

Haverá uma Audiência Pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, junto da Vale, para discutir a análise que está sendo feita sobre a lama em Itabirito. Caso haja comprovação de se influência das barragens, será cobrada da mineradora o pagamento do prejuízo comercial da cidade devido às chuvas.

Alencar informou à Rádio Real FM que Itabirito receberia R$2 milhões de reais para utilizar na área da saúde. Além disso, há a possibilidade de que um valor ainda maior seja disponibilizado futuramente. O Mais Minas entrou em contato com o deputado, que informou que o material coletado segue em análise.

Já a Vale disse à redação do MM que ainda não foi notificada sobre a Audiência Pública. Quanto às condições das barragens, a mineradora informou que:

  • A barragem Forquilha III, em Itabirito, e as demais estruturas da mina Fábrica (Forquilhas I, II, IV e Grupo), não apresentam alterações;
  • A Estrutura de Contenção a Jusante (EJ) apresenta condições normais de operação;
  • A estrutura Forquilha IV possui Declaração de Condição de Estabilidade (DCE) positiva;
  • Forquilhas I, II e Grupo encontram-se em nível 2 de emergência;
  • Forquilha III permanece em nível 3 de emergência.

O Município já havia anunciado o auxílio de R$ 10 mil para as famílias afetadas pelas enchentes, além de R$ 20 mil para empresários, comerciantes e profissionais.

Quanto aos benefícios fiscais, serão concedidas isenção e remissão do IPTU e isenção e remissão das taxas referentes ao alvará do ano de 2022 a estabelecimentos, além de isenção e remissão das taxas de água e esgoto – durante os meses de janeiro e fevereiro – à população diretamente afetada.

Doações

Alencar da Silveira Jr também é presidente do América e esteve no sábado, 29 de janeiro, em Itabirito e Ouro Preto para entregar cestas básicas e kits de higiene para a a população afetada pelas chuvas no início do mês. Veja o vídeo:

Vídeo: Facebook/Alencar da Silveira Jr

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: