Japa é a esperança de dias melhores na Toca da Raposa?

Por Davi Guimarães
0 comment

Desde a Copa São Paulo de Futebol Júnior, no início do ano, Japa começou a conquistar o torcedor cruzeirense. Com excelente visão de jogo e qualidade de passe, o meia foi um dos principais nomes da campanha e continuou a se destacar na sequência da temporada do sub-20, atuando também como lateral-esquerdo.

Japa é a esperança de dias melhores na Toca da Raposa?
Foto: Staff Images / Cruzeiro / Flickr

Após a conquista do Campeonato Mineiro e Copa do Brasil sub-20, o atleta começou a figurar nas listas de relacionados do time profissional, até ganhar a sua primeira oportunidade com a equipe de cima no clássico contra o Atlético Mineiro após a lesão de Kaiki.

Antes de estrear pelo profissional, Japa conquistou a Copa do Brasil e o Campeonato Mineiro Sub-20. Foto: Tiago Tindade / Staff Imagens

Estrear em um clássico é sempre uma pressão, mas o jovem de apenas 19 demonstrou personalidade ao atuar como lateral-esquerdo e manteve o alto nível do setor (já que Kaiki também se destacou na partida), contribuindo com a vitória celeste no primeiro clássico da Arena MRV.

Japa demonstrou muita personalidade em sua estreia diante do Atlético, na Arena MRV. Foto: Staff Images / Cruzeiro / Flickr

Após o confronto, Japa foi muito elogiado pelo então técnico do Cruzeiro Zé Ricardo, mas não recebeu mais oportunidades sob comando do treinador.

O Japa entrou e nem no aquecimento ele estava. Eu pedi: ‘Entra no jogo e ganha moral em quatro, cinco minutos para depois você jogar’. Na primeira bola, ele já foi na linha de fundo. Teve muita personalidade para jogar, eu não tinha dúvida que ele tem

Zé Ricardo, ex-técnico do Cruzeiro

Sob comando de Autuori e Seabra, Japa deve ganhar mais oportunidades

Na estreia da comissão interina, diante do Fortaleza, Japa entrou pela segunda vez no time profissional. Desta vez, no lugar de Mateus Vital, que também saiu lesionado. A função da jovem promessa celeste nessa partida era compor uma linha de 3 no meio-campo, oferecendo proteção à defesa e qualidade na saída de bola, uma das suas principais características.

Mais uma vez, o jovem fez uma grande partida, caindo nas graças do torcedor. Ao todo, foram 28 minutos em campo e 86% de acerto nos passes.

Jornalistas e torcedores elogiam muito o jovem Japa

Contra o Vasco, o camisa 77 ganhou mais uma oportunidade entrando no lugar de Arthur Gomes para atuar um pouco mais avançado, como um meia aberto com liberdade para chegar à área. Ou seja, nas 3 oportunidades em que atuou pelo profissional, Japa realizou 3 funções distintas, o que só comprova a qualidade e a versatilidade do atleta formado na Toca da Raposa.

Confira os números de Japa na partida diante do Vasco

No fim da partida, Paulo Autouri elogiou a personalidade do jogador e deu a entender que aos poucos, vai conquistar o seu espaço no profissional, até se consolidar de vez como um dos grandes nomes do time.

O Japa tem um tipo de personalidade que eu fecho os olhos e o coloco em qualquer circunstância. O cara entrou contra o Atlético lá, entrou aqui contra o Fortaleza, com a gente precisando ganhar (…). O Japa no jogo contra o Atlético-MG entrou com uma personalidade absurda, já sabendo os movimentos necessários, onde tem que estar com ou sem bola. Tenho que reverenciar o trabalho que está sendo feito.

Paulo Autuori, técnico interino do Cruzeiro

Relação com o Cruzeiro

No Cruzeiro desde os 13 anos, Japa vem sendo constantemente elogiado por todos e tem tudo para se tornar um dos grandes nomes do Cruzeiro no futuro. Hoje, aos 19, o meio-campista vem se provando um jogador de muita personalidade, talento e força de vontade para ajudar o Cruzeiro a sair dessa situação incômoda na tabela.

Na Copinha de 2023, Japa foi um dos destaques da equipe. Confira o golaço de falta do meia na partida contra o Cuiabá
Comentários Facebook

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS