Menu

Lei do Ex? Cruzeiro enfrenta velhos conhecidos em decisão contra o Athletico Paranaense

30/11/2023 às 11:59
Tempo de leitura
3 min
Vitor Roque pelos profissionais do Cruzeiro. Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Vitor Roque pelos profissionais do Cruzeiro. Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Após a vitória diante do Goiás na última segunda-feira (27), o Cruzeiro saiu do Z-4 e ganhou uma sobrevida nessa reta final de competição. Com os resultados da última quarta (29) e os tropeços das equipes que brigam contra o descenso, a raposa precisa de mais uma vitória para praticamente extinguir qualquer chance de queda para a segunda divisão.

Além dos bons resultados da rodada e o bom ambiente interno com a nova comissão técnica de Paulo Autuori e Fernando Seabra, o Cruzeiro tem um trunfo para enfrentar velhos conhecidos no Mineirão: A torcida.

Ao todo, são esperados mais de 40 mil torcedores no Gigante da Pampulha para ajudar a equipe a sair com os 3 pontos.

O confronto contra o Athletico Paranaense, além de decisivo, marca o reencontro com “Crias da Toca” que hoje brilham no CAT Alfredo Gottardi. Lembra deles?

Cacá

Zagueiro formado nas categorias de base do Cruzeiro, chegou a Toca da Raposa em 2016 após se destacar em torneios de base no interior de Minas Gerais vestindo a camisa do Ubaense, tradicional equipe que capta talentos e repassa aos grandes clubes maiores.

Em 2018, subiu aos profissionais e fez sua estreia em partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro diante do Vasco, quando Mano Menezes poupou diversos atletas para as fases finais da Copa do Brasil. Cacá fez parte do elenco hexacampeão naquela ocasião.

Em 2019, começou a receber mais oportunidades e foi titular da equipe até meados de 2020, quando foi negociado junto ao Tokushima Vortis do Japão.

Cacá se destacou pelo Cruzeiro em 2019. Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro / Flickr

Thiago Heleno

Hoje já experiente, o zagueiro e ídolo do Athletico Paranaense foi formado na Toca da Raposa e realizou sua estreia no profissional em 2006. O zagueiro vestiu a camisa celeste até 2010, atuando, inclusive, na decisão da Copa Libertadores de 2009.

Thiago Heleno atuando na Final da Libertadores 2009 Fotos: Gerardo Lazzari / Flickr

Após deixar o Cruzeiro, Thiago atuou por Corinthians, Palmeiras, Criciúma e Figueirense até chegar ao Athletico em 2016, onde conquistou diversos títulos e o prestígio da torcida athleticana.

Vitor Roque

Hoje já negociado com o Barcelona, Vitor Roque chegou ao Cruzeiro em 2019, após se destacar no Sub-15 do América. Fez sua estreia pelo profissional ainda na Série B, sob comando de Vanderlei Luxemburgo e deixou o raposa no início de 2022, quando era a maior esperança financeira do clube, que era recém administrado pela SAF de Ronaldo Fenômeno.

No Athletico, a jovem promessa se destacou na Libertadores de 2022, chegando à decisão diante do Flamengo com gol marcado por ele na semifinal diante do Estudiantes, em La Plata.

Vitor Roque pelo Sub-17 do Cruzeiro. Foto: Rodolfo Rodrigues / Cruzeiro /Flickr

O jogo

Cruzeiro e Athletico se enfrentam hoje (30), às 20h no Mineirão. A partida tem transmissão do Premiere e o Mais Minas vai acompanhar todos os detalhes dessa partida que pode decidir o ano do Cruzeiro.

COMENTÁRIOS