Morre homem com suspeita de coronavírus em Governador Valadares

A cidade de Governador Valadares, na região Leste de Minas Gerais, teve sua primeira morte com suspeita do coronavírus. Trata-se de um homem de 37 anos que morreu na madrugada desta sexta-feira (27). O óbito foi divulgado pelo secretário de saúde do município, Enes Cândido, no início da tarde de hoje.

De acordo com as informações prestadas pelo secretário, o homem estava em processo de tratamento de um câncer e estava internado no Hospital Municipal desde a última terça-feira (24).

A Secretária Municipal de Saúde de Governador Valadares aguarda os resultados de exame da Fundação Ezequiel Dias (FUNED MG) para confirmar se o óbito do paciente está ou não relacionado com o coronavírus.

Quanto às medidas de prevenção do coronavírus em Governador Valadares, o prefeito André Merlo (PSDB) disse à TV Leste que o município segue as orientações passadas pelo Governo Estadual. “Nós temos uma deliberação do Governo do Estado e nós temos que segui-la. Nós podemos restringir mais essa deliberação, mas não afrouxá-la. Ela (deliberação do Governo Estadual) nos impõe isolamento social, fechamento de comércio, infelizmente. Por mim, eu gostaria que estivesse tudo funcionando normalmente, mas nós temos que seguir as orientações do Estado, do Ministério da Saúde, da Secretaria do Estado de Saúde e a Organização Mundial de Saúde (OMS)”, declarou o chefe do Executivo.

Ainda quanto à prevenção do coronavírus, a Prefeitura de Governador Valadares disponibilizou 49 novos leitos de saúde o Hospital Municipal com ventiladores mecânicos, que foram adquiridos graças a emendas parlamentares vindas do Deputado Federal Hercílio Coelho Diniz.

De acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado nesta sexta-feira pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Governador Valadares tem um caso confirmado de coronavírus, 212 casos suspeitos e um descartados. Em Minas Gerais, são 189 casos confirmados do COVID-19, além de 28 óbitos em investigação. Ainda de acordo com o Estado, são 17.409 casos suspeitos da doença em terras mineiras.

Comentários