Decoração minimalista, um conceito que pode ser levado para a vida

O termo ‘minimalista’ tem sido bastante citado nas rodas de conversas nos últimos anos. Ele tem sido utilizado para classificar uma série de ações onde se faz a utilização de poucos elementos. 

Já ouviu falar em “uma vida mais minimalista”? E em “interiores de residências mais minimalistas”? Neste texto, vamos falar sobre móveis, cores e tudo mais que é indicado para este modelo de decoração.

Crédito da foto: Keleen Schmidt Inácio/Viva Decora

Origem do estilo minimalista

Com a diminuição dos recursos disponíveis na Terra, se tornou normal as pessoas repensarem mais o que entendem por conforto e excessos. Já ouviu falar nas expressões “menos é mais” ou “movimento tiny house”? 

Bem, tudo isto faz ligação com o estilo de design, arquitetura e decoração minimalista. Estas seriam algumas das muitas e novas propostas para ambientes residenciais apresentadas nas últimas décadas.

Tais estratégias só provam uma coisa: que pode-se ter a mesma qualidade de vida com muito menos móveis e objetos dentro de casa. Tudo pode ser mais simples, menos formal, claro e conciso. Isto não prejudica, necessariamente, a questão do conforto nas moradias. “Forma deve seguir a função” e “todo objeto no espaço deve ter uma utilidade”. Como disse o arquiteto Mies van der Rohe: “menos é mais”.

Crédito da foto: Caren Pavani/Viva Decora

O desnecessário, então, atrapalharia as pessoas na prática de suas atividades no dia-a-dia. ‘Simplicidade’ seria a palavra da vez. Só que se engana quem pensa que esta redução ou esta limpeza formal pode fazer ambientes ou móveis perderem valor ou serem menos interessantes. 

Na verdade, abre-se mão de certos aspectos para outros, como a ergonomia. No fim, tudo parece mais moderno e sofisticado do que nunca.

Crédito da foto: Gabriela Toledo, Gabriela Toledo Arquitetura e Interiores/Viva Decora
Crédito da foto: Deu Decor/Viva Decora

Como é a decoração minimalista?

Decorações minimalistas, diferente do que muita gente pensa, não são chatas, nem mesmo monótonas. Elas têm é muita personalidade e são bastante atraentes e elegantes. Seus ambientes parecem mais limpos e amplos; são sempre bem funcionais; e transmitem um ar bastante tranquilo e sereno. E embora todos os espaços sejam preenchidos, a circulação é mais livre.

Crédito da foto: Ofício da Arte/Viva Decora

Em ambientes decorados em estilo minimalista percebe-se uma tentativa, por parte dos designers, de fazer um controle maior das geometrias e dos acabamentos. 

Em geral, os elementos utilizados apresentam traços retos. Materiais naturais e sem acabamento são contrastados a itens industrializados e de acabamento liso, assim como objetos novos são postos ao lado de objetos antigos. E a cartela de cores é sempre suave e neutra.

De um modo geral, todos os cenários são pensados de modo a proporcionar muito mais conforto e relaxamento. Qualquer monotonia é “quebrada” através da personalização dos ambientes – o que deve acontecer de forma bem sutil e pontual. Podem-se colocar em pontos estratégicos vasos com plantas vivas, painéis com paisagens naturais, livros e itens de coleção. Muitos artigos são bem vindos neste caso.

Crédito da foto: Keleen Schmidt Inácio/Viva Decora
Crédito da foto: INÁ Arquitetura/Viva Decora e Revista Viva Decora/Viva Decora

Que móveis usar na decoração minimalista?

De fato, residências minimalistas costumam apresentar menos elementos. Mas seus poucos móveis são multifuncionais e com um design bem diferenciado – porém simples, claro. 

É interessante, neste caso, investir em peças que deixem à mostra a textura original do seu material de fabricação – como madeira crua, concreto ou pedra. Itens em metal ou espelhados também combinam com esta decoração, dando mais requinte aos ambientes.

 

Móveis em estilo minimalista costumam ser super estilosos e fáceis de sofrer manutenção. Suas formas geométricas são puras, suas linhas retas e seus acabamentos lisos. 

Geralmente, vêm em cores como branco, bege ou outros tons claros, como os off-white. Mas em um ponto e outro da decoração pode ser interessante colocar uma peça antiga, mais texturizada, estampada ou escura para contrastar.

Crédito da foto: INÁ Arquitetura/Viva Decora
Crédito da foto: INÁ Arquitetura/Viva Decora

Quer mais referências de ambientes assim? Então busque saber de projetos em design industrial e escandinavo, por exemplo. 

“Minimalismo é também reduzir a chamada ‘tralha mental’: eliminar as distrações, recusar tudo aquilo que nos distancia dos nossos propósitos e manter apenas o que é essencial.” – trecho de reportagem desenvolvida pelo site Hometeka.

Existem muitas possibilidades nesta linha. É impossível não se apaixonar pelos modelos de decoração minimalista. “Destralhe” os ambientes e desobstrua já as energias da sua casa e também da sua vida seguindo o mesmo conceito.

Essas dicas de decoração minimalista foram criadas pela equipe Viva Decora.

Comentários