Take a fresh look at your lifestyle.

Pelo Twitter, Bolsonaro pede a adversários que abandonem o ódio desnecessário

No final da tarde deste domingo (02), o presidente eleito Jair Bolsonaro enviou uma mensagem aos seus adversários pedindo mais calma e menos “odio sem necessidade”. A mensagem foi publicada em sua conta oficial no Twitter.

O presidente eleito retornará para Brasília, onde passará cerca dois dias e meio, tratando de assuntos relacionados a transição do governo e reuniões com as bancadas do MDB, PRB e PSB. A expectativa é que nesta semana os os nomes dos escolhidos para os ministérios do Meio Ambiente e da Cidadania ( que reunirá os direitos humanos, das mulheres e das minorias) sejam definidos, pois Bolsonaro indicou que pretende decidir o nome que ocupará o Ministério ainda esta semana. “A gente espera que se resolva essa questão do Ministério do Meio Ambiente. E, daí, fechou a questão”, afirmou o presidente.

Para o ministério da Cidadania, ainda a ser criado, o nome mais cotado é o de Damares Alves, advogada assessora do senador Magno Malta (PR-ES). Entretanto, tal informação não foi confirmada, uma vez que Bolsonaro esclareceu ainda estar em fase de análise de nomes para ocupar o novo ministério. A previsão de chegada do futuro presidente à capital federal está marcada para terça-feira (4).

Agenda de Bolsonaro em Brasília

Assim que desembarcar em Brasília, Bolsonaro terá algumas reuniões, todas relacionadas a transição de governo. O primeiro encontro, já na terça-feira (4), será com a deputada federal Tereza Cristina (DEM – MS), anunciada para o Ministério da Agricultura. Depois, acompanhado do ministro de transição e encarregado pela Casa Civil no próximo governo, Onyx Lorenzoni, Bolsonaro se encontrará com as bancadas do MDB e PRB, duas das maiores bancadas da próxima legislatura, com mais de 30 parlamentares cada.

Na quarta-feira (5), Bolsonaro e Onyx, novamente juntos, se reunirão com as bancadas do PR e PSDB. Neste dia também estão previstos encontros com embaixadores e uma audiência no Quartel General do Exército. Após os encontros, o presidente eleito deverá retornar ao Rio de Janeiro.

Close