Ultimate magazine theme for WordPress.

13º salário: projeto que garante o pagamento dos servidores de Minas será decidido hoje (4)

Será votado hoje, quarta-feira (4), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), o projeto que define o pagamento do 13º salário para os servidores públicos do estado de Minas Gerais. O projeto busca garantir o pagamento do embolso integral e a votação que acontece hoje já está em segundo turno.

O projeto estará em análise a partir das 10h e busca antecipar os recursos de exploração de nióbio dos próximos 12 anos, garantindo o 13º salário integral e pelo menos seis meses de pagamento em dia para o servidor público estadual de Minas.

A data para o pagamento do salário em questão ainda não está agendada, mas o cronograma será divulgado na semana que vem, após o secretário de Estado de Planejamento e Gestão, decidir a data do leilão dos recebíveis no nióbio na bolsa de valores. Caso não haja o leilão, será repetido a tentativa no ano que vem.

De acordo com o secretário é preciso conseguir pelo menos R$ 5 bilhões no leilão do mineral, sendo R$ 3 bilhões destinados ao pagamento do 13º, R$ 1,5 bilhão para deixar de atrasar os salários e R$ 300 milhões para firmar o acordo feito com a Associação Mineira de Municípios, de pagar os repasses atrasados pelo governo anterior, de Fernando Pimentel (PT).

Assim, o plano busca vender em leilões na bolsa de valores crédito do mineral, garantindo o benefício para os funcionários mineiros, além de acabar com o parcelamento dos salários.

Leia também: Dicas para usar bem o 13º salário: Procon Assembleia aconselha que consumidor priorize a quitação de eventuais dívidas

Comentários do Facebook