Ultimate magazine theme for WordPress.

Temporada de concertos na Casa da Ópera em Ouro Preto recebe 5ª e última edição

No dia 26 de outubro, sábado, o projeto “Concertos na Casa da Ópera” recebe o espetáculo solo do premiado pianista brasileiro, Vitor Araújo, em sua 5ª e última edição desta temporada. Durante cinco meses, a cidade de Ouro Preto (MG) recebeu artistas renomados da música erudita para únicas apresentações, uma por mês, todas com acesso livre e entrada franca. 

Palco deste projeto, a Casa da Ópera de Ouro Preto é considerada o teatro mais antigo em atividade do Brasil, inaugurado em 1770. Adentrar seus aposentos, carregados de histórias, para apreciar música erudita é uma rica viagem ao tempo passado. Sem nenhuma intervenção de equipamentos eletrônicos, a vivência se intensifica de forma mais pura e completa, tornando-se uma experiência quase única nos dias atuais. 

A temporada de Concertos na Casa da Ópera é uma realização do grupo UN Music e parceria com a Holofote Cultural a partir de recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais. Conta com o patrocínio da Oi e com apoio cultural da Prefeitura Municipal de Ouro Preto e da Casa de Ópera de Ouro Preto.

Sobre Vitor Araújo

Vitor Araújo conheceu o piano aos 8 anos de idade, e, desde então, desenvolveu toda a sua carreira artística em volta dele. De estudante premiado em sua infância e adolescência, passou para polêmico e singular intérprete da música erudita com grande reverberação nacional, devido à sua leitura pouco ortodoxa de obras clássicas, e à apropriação do universo improvisativo do jazz nas execução de partituras consagradas dos grandes compositores. Essa abordagem bastante particular do piano como plataforma musical lhe rendeu premiações como a da APCA e do Festival de Cinema de Brasília logo em seus primeiros anos de carreira. 

Porém, mesmo tendo enveredado posteriormente para a composição, criando os seus dois álbuns de estúdio que foram recebidos com acentuado entusiasmo pela crítica – A/B (2012) e Levaguiã Terê (2016) – o seu trabalho de desenvolvimento de uma linguagem pianística personalíssima continuou.

A aplicação das técnicas contemporâneas de piano preparado, com intervenção manual nas cordas; o uso de pedais de guitarra para alteração no timbre; a criação de loops ao vivo, os quais são gravados e executados na hora, sobrepondo-se uns aos outros numa amálgama de camadas; a utilização do piano como instrumento rítmico e das possibilidades percussivas que contém em seu corpo de madeira; a harmonização dele com a voz, explorada por Vitor como um instrumento – tudo isso revela a vasta pluralidade do instrumento e do instrumentista, consolidando-a num concerto que passa por composições do próprio músico, mas também de clássicos como Heitor Villa-Lobos e de “malditos” como Tom Zé. 

Não estando ligado a um álbum de sua discografia em particular, mas passando por todos eles, o concerto solo de Vitor Araújo é mais propriamente uma densa investigação sobre o leque estético-musical propiciado pelo piano, e sobre a assinatura única que a música brasileira é capaz de imprimir neste instrumento tradicionalmente europeu.

Este concerto já passou tanto por salas tradicionais quanto por programações jazzísticas, já esteve presente em grandes teatros e em line-ups de festivais de música alternativa. Foi muito bem recebido em cidades como Viena (na histórica Konzerthaus), Frankfurt, Buenos Aires, Medellín – e mais recentemente em Milão, no Festival Piano City, e Bari, no Festival Bari In Jazz.

Serviço:

Concertos na Casa da Ópera – junho a outubro/2019
5ª edição: 26 de outubro de 2019 (sábado)
Atração: Vitor Araújo (piano solo)
Horário: 20h30
Local: Casa da Ópera de Ouro Preto (R. Brg. Musqueira, 104, Ouro Preto – MG)
Entrada franca
Retirada de ingresso através do Sympla.
Classificação livre

Leia também: Iza e Anitta farão show em Belo Horizonte em dezembro

Comentários do Facebook