Take a fresh look at your lifestyle.

Em último debate presidencial, candidatos criticam ausência de Bolsonaro

A três dias do primeiro turno, sete candidatos à Presidência da Republica participaram do debate promovido pela TV Globo na noite desta quinta-feira (4). Este foi o último encontro entre os presidenciáveis antes da realização do primeiro turno, que acontece no domingo (7).

Álvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), Fernando Haddad (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e Marina Silva (Rede) estiveram no encontro, que teve quatro blocos e durou cerca de duas horas e meia.

Cabo Daciolo (Patriota) não participou porque seu partido não tem cinco representantes eleitos no Congresso Nacional, número exigido pela lei eleitoral para que o candidato esteja no debate. Jair Bolsonaro (PSL) também não foi. O candidato alegou que recebeu orientações médicas para não participar do evento.

Ao longo do debate, os candidatos tentaram mudar, de forma positiva, suas intenções de voto num momento em que apenas Bolsonaro aparece em curva ascendente nas pesquisas (segundo a última pesquisa DataFolha divulgada nesta quinta, o candidato chegou a 39% dos votos válidos).

Marina Silva, Ciro Gomes, Henrique Meirelles e Geraldo Alckmin criticaram a ausência do candidato de extrema direita e a entrevista concedida à Record no mesmo horário em que acontecia o debate na Globo, além de lembrar as recentes polêmicas da campanha do deputado do PSL, protagonizadas pelo seu vice, general Hamilton Mourão, e pelo economista Paulo Guedes. Uma “entrevista em situação de absoluto controle, em tom amigável”, disse Meirelles em referência ao programa exibido pela Record – ele também lembrou de Fernando Collor para criticar “salvadores da pátria”.

Marina silva afirmou que Bolsonaro “amarelou” e Ciro Gomes lembrou que foi ao ultimo debate presidencial, exibido pelo SBT, com uma sonda pendurada no corpo.  “Bolsonaro hoje está de alta, deu entrevista longa e fugiu. Você acha correto que um homem que quer ser presidente do Brasil não se submeta ao debate?”, perguntou Ciro a Meirelles.

Ainda que a entrevista na Record seja inusual no histórico de campanhas recente, não é a primeira vez, contudo, que um candidato bem posicionado nas pesquisas falta a um debate na eleição presidencial brasileira.

Em suas duas eleições vencidas em primeiro turno, Fernando Henrique Cardoso compareceu a apenas um debate, em 1994. Em 2006, quando se reelegeu, Luiz Inácio Lula da Silva também não foi aos debates do primeiro turno, enquanto Dilma Rouseff faltou a dois debates em 2010, quando se elegeu pela primeira vez.  Nas eleições de 2018, Bolsonaro foi apenas aos dois primeiros debates, na Band e na RedeTV. Todos os outros ocorreram depois do atentando de que ele foi vitima em Juiz de Fora (MG), a justificativa de sua ausência nos embates televisivos desde então.

Close