Ultimate magazine theme for WordPress.

Vereador de Conselheiro Lafaiete denuncia má conduta em bancos da cidade

Em Conselheiro Lafaiete, durante sessão ordinária da Câmara Municipal, o vereador Sandro José (PSDB), fez uso da “Palavra Franca” para denunciar suposto abuso cometido por bancos da cidade contra, principalmente, clientes idosos. Segundo o vereador, os funcionários estariam coagindo os clientes a utilizarem somente os terminais de autoatendimento, ao invés de fazerem uso dos caixas que ficam dentro das agências.

A questão é que muitos idosos têm dificuldade para mexer com a máquina de caixa eletrônico, e precisam da ajuda dos funcionários. “As pessoas da terceira idade, que não têm o hábito de usar cartão de crédito e não sabem operar o caixa eletrônico, estão sendo coagidas a entrar na fila. Sei que as pessoas que ficam ali na porta são meros funcionários e estão apenas cumprindo uma determinação do gerente-geral; mas gostaria que a imprensa divulgasse, em alto e bom som, que banco nenhum pode proibir aquele que tem conta de usar o serviço que quiser. Se não quer utilizar o terminal eletrônico, pode ir ao caixa; não existe lei que proíba isso”, explicou o Sandro José.

Ainda de acordo com ele, um cliente de 73 anos fez um Boletim de Ocorrência na Associação de Proteção ao Consumidor (Asprocon) após ter sofrido uma discriminação em uma agência bancária da cidade. Sandro José deixou claro que providências serão tomadas a partir desse episódio, e que, se mesmo assim, as agências não mudarem a postura e forma de tratamento, ele mesmo acionará o Ministério Público para denunciar a prática de assédio moral contra os aposentados e pensionistas de Lafaiete. Pleitando, ainda, o pagamento de indenização a cada um.

O vereador não descartou a possibilidade de fazer uma reunião pública com os gerentes das agências bancárias da cidade, com a intenção de esclarecer a situação.

Comentários do Facebook