Take a fresh look at your lifestyle.

A alimentação como identidade cultural

A cultura alimentar no Brasil é algo bem peculiar, visto que nosso hábito alimentar é formado pela mistura de influências distintas: a cozinha portuguesa, a indígena e a africana.

Na alimentação indígena eram utilizados os recursos oferecidos pela natureza, os homens caçavam e pescavam enquanto as mulheres realizavam as atividades coletoras e os trabalhos agrícolas, provendo, com essa divisão do trabalho, produtos de origem vegetal e animal para composição da dieta. Os alimentos mais importantes para os índios eram produzidos pela terra, como raízes, folhas, legumes e frutos; as carnes consumidas eram variadas, provenientes de macacos, peixes, pacas, gaviões, lagartos, porcos, entre outros. A cultura indígena contribuiu para a culinária brasileira atual com pratos a base de mandioca (tapioca, farinhas, etc.), o refresco de guaraná, a moqueca, o mingau, pirão, entre outros.

A herança alimentar portuguesa é representada pela inserção de preparações contendo como ingredientes carne de gado e aves, cereais, trigo, couves, alfaces, pepinos, abóboras, lentilhas, além de temperos como alho, cebola, cominho, coentro e gengibre. Foram os portugueses quem agregaram o hábito de se usar óleos vegetais e a gordura animal na preparação de alimentos, visto que as frituras não eram um hábito indígena, e sim uma prática iniciada após a colonização lusitana no Brasil.

A principal influência alimentar dos africanos são as comidas misturadas na mesma panela. Elementos alimentares importantes utilizados pelos escravos e introduzidos na alimentação brasileira são a farinha de mandioca, o feijão preto, o toucinho, a pimenta malagueta, carne-seca, laranjas, bananas e canjica. Dentre os pratos brasileiros de origem africana podemos citar o vatapá, acarajé, bobó, cuscuz entre outros.

Atualmente outros fatores influenciam na cultura alimentar brasileira, entre eles a correria ocasionada pelo mercado de trabalho e consequente falta de tempo para o preparo do próprio alimento, o que favorece a aquisição do hábito de consumir “fast foods”,alimentos congelados, pré-cozidos,etc.

Com tantas peculiaridades e influências da culinária brasileira, é importante que se analise atentamente cada opção alimentícia de modo a fazer as melhores escolhas; preservando a identidade cultural sem desfavorecer o conceito de alimentação saudável.

Franciele Santana

Close