Champions LeagueEsporteFutebolLiverpool

Brasileiros na Europa: a Liga dos Campeões de 2020 e o futuro das competições de clubes

Apenas no início das eliminatórias para o grande torneio europeu, três favoritos já parecem disputar o título. Neste contexto, Liverpool, Manchester City e Barcelona preparam-se para entrar na competição europeia e mostrar quem é o melhor do continente. O campeonato mundial de clubes é mais um motivo para os times europeus mostrarem seu melhor nível técnico.

Crédito da foto: Pixabay

Liverpool e Manchester City: os favoritos são britânicos

Depois de um verão de descanso, uma janela de transferências muito ativa e várias partidas pelo mundo, os brasileiros que atuam nos três times favoritos da Europa já estão de olho na “orelhuda”.

Após conquistarem seu sexto título de campeão europeu ao vencer o Tottenham na final da Liga dos Campeões de 2019, os Reds tentam endossar sua posição como o melhor clube do continente na competição que já iniciou as eliminatórias para 2020. Por causa disso, Firmino, Alisson Becker e Fabinho já treinam no Anfield para voltar ao nível máximo de competitividade e enfrentar os desafios que estão por vir, como defender seu título apesar de não ser o favorito do ano que vem.

  Com time reserva, Atlético perde em casa para o Bahia

Por sua vez, o Manchester City, clube no qual o mineiro Danilo acaba de ingressar, aparece com as melhores chances de vencer a Liga dos Campeões de 2020. Com o apoio de Gabriel Jesus, Fernandinho e Ederson Moraes, já no início da temporada os liderados pelo espanhol Pep Guardiola têm 20% de chances de vencer o torneio, segundo o site de apostas esportivas Betway. É importante notar que as expectativas colocadas sobre os Cityzens estão bem acima do desempenho de 2019, já que eles foram eliminados nas quartas-de-final pelo Tottenham, vice-campeão do torneio. Em 2019, quando os clubes ingleses dominaram as finais dos campeonatos eropeus, com Liverpool, Tottenham, Arsenal e Chelsea sendo os protagonistas, espera-se que em 2020 estes clubes voltem a assumir um papel preponderante no futebol do velho continente, já que fazem parte do que é considerado a liga mais forte do mundo, a Premier League.

Brasileiros no Barcelona e os desafios do futuro

Por outro lado, outro favorito das casas de apostas para recuperar o título que venceu na temporada 2014-15 é o FC Barcelona. É aqui que Neto, Malcom, Arthur, Rafinha e Philippe Coutinho fazem do clube catalão, o time entre os favoritos para vencer a Liga dos Campeões de 2020, com mais jogadores brasileiros em suas fileiras. Por serem patrocinados pela loja virtual Rakuten, os brasileiros do Barcelona fizeram sua pré-temporada no Japão, em um torneio organizado pela plataforma japonesa, onde enfrentaram equipes da região. Além disso, o clube espanhol fez um acordo de cooperação com o time Vissel Kobe, de propriedade da gigante do e-commerce, que se concentrará em questões técnicas e também comerciais. A parceria visa principalmente descobrir e desenvolver jovens talentos.

  Primeira impressão!

Dessa forma, o Barcelona vai procurar melhorar a participação que teve na Liga dos Campeões em 2019, quando caiu nas semifinais contra o atual campeão Liverpool com um placar de 4×0 em Anfield.

Além da próxima edição da Liga dos Campeões, os jogadores brasileiros que jogam na Europa já começam a se preparar para os desafios do futuro. Um deles é o Mundial de Clubes, torneio que vai mudar o seu formato e que será disputado a cada quatro anos a partir de 2021 com oito vagas para equipes da Europa, de acordo com declarações do president da FIFA, Gianni Infantino. Nesta forma de competição, a equipe campeã disputará cinco jogos, causando mais interesse em relação ao atual formato, que acontece todos os anos e no qual o campeão joga apenas duas partidas. Ao permitir a entrada de mais equipes no torneio, a Copa do Mundo de clubes busca atrair mais times europeus com um possível rendimento de R$ 200 bilhões, segundo o jornal esportivo ESPN.

  Primeira impressão!

Neste contexto, Liverpool, Barcelona e Manchester City têm razões muito mais lucrativas para superar o Real Madrid, que conquistou o título sete vezes, sendo os três últimos consecutivos.

Os últimos meses deste ano e as competições que serão disputadas em 2020, já representam um desafio para os principais clubes europeus e para os jogadores brasileiros que são parte fundamental desses times.

Fechar