DestaqueNutrição e AlimentaçãoSaúde

Carboidrato à noite: seria esse um vilão do emagrecimento?

Quem algum dia já se propôs a meta de perder alguns quilos, independente por qual método, certamente já ouviu em algum momento que consumir carboidratos no período da noite engorda. Mas teria essa afirmação algum fundamento, ou trata-se de apenas mais um dos muitos mitos da nutrição?

Os carboidratos são a principal fonte de energia para o corpo, quando o corpo não encontra carboidratos, passa a utilizar as proteínas como fonte de energia, o que não é interessante, pois pode provocar perda da massa muscular.

Uma dieta saudável possui de 50 a 60% de carboidratos em sua composição. O fator que pode justificar a necessidade de modificar o horário e a quantidade de carboidrato a ser consumido é o horário de prática de atividade física. Se o indivíduo não praticará uma atividade física à noite ou logo ao acordar é sim interessante que não se tenha um consumo elevado de carboidratos no período noturno, visto que o corpo não tem demanda para isso, no entanto, não significa que o consumo deve ser reduzido à zero. Seguindo o mesmo raciocínio, se for o caso de tratar-se de um indivíduo fisicamente ativo, deve haver um considerável consumo de carboidratos como pré- treino, por exemplo, independente de ser o fim do dia.

Não há comprovação científica de que o consumo de carboidrato no final do dia está associado a um maior acúmulo de gordura corporal. O que se sabe é que para que seja ganho 1Kg de gordura corporal é necessário que haja um consumo de mais de 7000Kcal além do que se gasta; dessa forma fica notório que o responsável pelo aumento de peso é o excesso de calorias, independente se consumidas no período da manhã, tarde ou noite.

Para que ocorra perda de peso é necessário que a quantidade de calorias consumidas durante todo o dia seja controlada, sendo elas bem distribuídas em refeições equilibradas, de forma que a quantidade ingerida seja menor que a que se gasta. Não é necessário que o consumo de carboidratos seja proibido, basta que sejam feitas melhores escolhas (preferir os alimentos integrais, por exemplo) e se pratique atividade física regularmente a fim de aumentar o gasto energético.

Mostrar mais
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios