Congonhas: 1.500 famílias afetadas pelas chuvas receberão auxílio para compra de móveis e eletrodomésticos

Por Rômulo Soares
Publicado: última atualização em 0 comment

As intensas chuvas dos últimos dias culminaram no alagamento de vários pontos de Congonhas, provocando danos nas ruas, destruição de casas e taludes. Não houve nenhum óbito ou algum gravemente ferido. Porém, várias famílias foram abrigadas em locais seguros pela Prefeitura Municipal, onde receberam apoio e acolhimento, com alimentação, colchões e roupas.

Congonhas: 1.500 famílias afetadas pelas chuvas receberão auxílio para compra de móveis e eletrodomésticos
Foto: Reprodução / Prefeitura de Congonhas

Congonhas também contou com o apoio solidário da população e adesão maciça das empresas da cidade e região, enviando recursos para ajudar o município. O Governo de Minas Gerais também tem mandado auxílios e orientado a prefeitura como conduzir a situação de emergência. De acordo com a prefeitura, cerca de 1.500 famílias receberão auxílio do Município para compra de móveis e eletrodomésticos.

“Congonhas passou por um período de muita angústia. Hoje, a vida clama para que voltemos à normalidade. Daqui para frente, faremos um inventário dos danos e partiremos para o resgate dos prejuízos. Dessa forma, temos um plano para que essas pessoas tenham reparação dos danos com relação à alimentação, utensílios domésticos e imobiliários. Aqueles que não puderem voltar para o seu lugar com segurança, procuraremos um abrigo seguro até que os problemas com habitação possam ser solucionados”, disse o prefeito Cláudio Dinho (MDB).

Aproximadamente, 200 famílias tiveram que deixar suas casas durante o período de chuvas, em Congonhas. Metade delas já puderam retornar às suas residências. A Secretaria de Assistência Social Municipal estima que mais de 6 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas. Dos 70 imóveis interditados, 30 são recuperáveis. A prefeitura informou que vai ajudar tanto com material quanto com mão de obra.

Por outro lado, 40 imóveis são irrecuperáveis e os residentes deverão procurar a Secretaria de Habitação para realizar o cadastro e conseguir o aluguel social, disponibilizado pela prefeitura. Ao mesmo tempo, as secretarias estudam a viabilidade da construção de, no mínimo, o mesmo número de imóveis perdidos.

“As famílias que estão cadastradas já foram atendidas. No momento, atendemos com material de limpeza, roupa e cesta básica. Estamos sendo bem atendidos, porque mineradoras, pessoas físicas e jurídicas estão nos ajudando muito”, disse a secretária de Assistência Social de Congonhas, Libertad Lamarque.

Comentários Facebook

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS