Conheça a Casa do Mel, localizada em Santa Bárbara

NEWSLETTTER

RECEBA O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS DIARIAMENTE
Digite seu Nome:

Digite seu E-mail:

Escolha o tipo e/ou às localidades que você deseja receber notícias -

Destaques

Previsão do tempo em Minas Gerais de segunda-feira (06/04)

Nesta segunda-feira (6), áreas de instabilidade atmosféricas que ainda atuam na divisa dos estados de Minas Gerais e Goiás...

Estudo revela que remédio antiparasitário pode parar o coronavírus em 48 horas

Pesquisas recentes mostram que a droga Ivermectina pode matar o novo coronavírus, que causa o Covid-19, em 48 horas....

Secretaria de Meio Ambiente de Belo Horizonte realiza processo seletivo

No dia 20 de abril inicia-se as inscrições do Processo Seletivo 001/2020 da Secretaria Municipal de Meio Ambiente da...

Quatro pessoas da mesma família morrem em acidente de trânsito em MG

Na manhã deste domingo (5), um grave acidente envolvendo um caminhão e um carro de passeio, na BR-262, KM...

Resultado da Mega-Sena 2249, Quina 5238 e outras loterias de sábado (04/04)

Aconteceu na noite deste sábado, 04 de abril de 2020, os sorteios da Mega-Sena, Dia de Sorte, Quina e...

Santa Bárbara está inserida na Estrada Real e faz parte do Circuito do Ouro. Está localizada a 98 km de Belo Horizonte, aos pés do Parque do Caraça e possui um rico acervo histórico e cultural.

O mel é o principal produto industrial da cidade, que possui o maior entreposto de beneficiamento de mel de Minas Gerais e o quinto maior do Brasil. São três grandes produtores instalados na cidade: Entreposto Mackllani (Mel Santa Bárbara), Coopermel e Tanjiru.

Conheça a Casa do Mel, localizada em Santa Bárbara
Santa Bárbara – MG: Grande variedade na produção do Mel – Crédito da foto: O queijo vai na mala

Alguns dados sobre a apicultura no município

Mais de 200 pessoas trabalham diretamente com a apicultura;

Mais de 110 apicultores;

410 mil quilos de mel produzidos em 2006;

2 mil quilos de própolis em 2006;

5 mil quilos de cera produzidos em 2006. (Fonte: Página Rural).

Logo de início a gente já se impressiona com a casa que abriga o espaço:  um belo casarão de dois pavimentos construído num terreno de pequena inclinação, em meados do século XIX, todo estruturado em taipa de pilão e adobe.

O início: O Museu da Casa do Mel

Conheça a Casa do Mel, localizada em Santa Bárbara
Crédito da foto: O queijo vai na mala

No andar debaixo funciona a loja e nós entramos por ela. Fomos recebidos por Maria Barcelos, que nos sugeriu entrar pela parte de cima, onde seríamos acompanhados por uma monitora e conheceríamos o Museu que conta a história da produção de Mel no mundo e na cidade. No jardim, veríamos as colmeias. A saída é pela loja, onde ela nos receberia novamente após o término da visita.

Uma moça na recepção nos disse que poderíamos entrar e conhecer o espaço. Não houve uma visita guiada, nós mesmo percorremos os cômodos da casa, sozinhos.

Alguns painéis na parede contam a história da produção de mel no mundo, em Santa Bárbara e vimos também alguns maquinários utilizados na produção. Contudo não havia qualquer explicação sobre eles.

Conheça a Casa do Mel, localizada em Santa Bárbara
Crédito da foto: O queijo vai na mala

A parte central da casa é onde fica a cozinha, segundo vimos em pesquisas online lá ocorrem cursos de gastronomia ligados ao mel, mas estava tudo em obra, então não tinha nada a ver por lá.

Passamos pela área externa, vimos os jardins e em poucos minutos estávamos de volta à loja. Maria se surpreendeu com a rapidez e quando soube que não houve uma visita guiada, nos levou pessoalmente para ver as abelhas, na área externa – passamos por elas sem nem notar, já que não havia qualquer indicação.

As Abelhas

São dois os tipos de Abelhas que encontramos nos jardins da Casa do Mel – Jataí e Iraí. O Mel da Jataí é Medicinal e é o mais caro.

Conheça a Casa do Mel, localizada em Santa Bárbara
Crédito da foto: O queijo vai na mala

Curiosidade: vocês sabiam que uma abelha visita 1000 flores e vive 25 dias, período em que produz 1 única colher de mel?

A Loja

Quando voltamos à Loja e fomos novamente acolhidos por Maria Barcelos aí tudo de fato, começou. Ela nos explicou de modo muito detalhado sobre a casa, o mel e seu trabalho. Ela cuida da loja e este espaço é da Associação de Produtores, enquanto a Prefeitura se responsabiliza pelo Museu.

Conheça a Casa do Mel, localizada em Santa Bárbara
Crédito da foto: O queijo vai na mala

Santa Bárbara já tem uma história antiga na produção de mel. O famoso mel “Santa Bárbara” é pasteurizado e por isto pode ser exportado – encontramos dele facilmente em várias outras cidades de Minas e até fora do Estado.

Já o Mel da Apinery e Néctar só podem ser comercializados dentro de Santa Bárbara, pois possuem somente o SIM (selo de inspeção municipal) -estes não são pasteurizados.

Enquanto falava de cada uma das marcas, Maria ia nos dando uma série de informações curiosas sobre o Mel. Ela nos contou que o Mel quando cristaliza (e fica duro) é um sinal de pureza, o mel impuro não cristaliza de modo homogêneo, mas sim “separado”. Se seu mel ficou duro e formou camadas diferentes, segundo Maria é um indicativo de que há alguma mistura ali.

Conheça a Casa do Mel, localizada em Santa Bárbara
Crédito da foto: O queijo vai na mala

As únicas formas de saber se o mel é puro é esperar e ver se ele cristaliza com o tempo ou com uma solução de Iodo 2% e água numa colher de mel: a mudança na coloração indica a pureza do produto.

Uma vez cristalizado, a forma mais indicada de fazê-lo voltar novamente ao estado mais líquido é em banho maria, mas no caso dos produtos a serem vendidos, isto não acontece, pois altera o produto. Neste caso, eles são recolhidos pelos produtores que fazem cachaça com o produto cristalizado. Nada se perde!

Notamos que alguns vidros do mesmo Mel tinham cores diferentes: O Mel mais claro é proveniente de colméias instaladas em região de menor altitude e tem sabor mais suave. O mais escuro, por sua vez, é fruto das colméias de regiões mais altas e resulta num produto com sabor mais marcante e mais rico em sais mineiras. Este seria o melhor para adoçar.

Conheça a Casa do Mel, localizada em Santa Bárbara
Crédito da foto: O queijo vai na mala

Sobre o Uso do Mel

Maria logo no início da visita faz um alerta: nunca devemos consumir Mel em jejum – por ser um alimento muito rico em glicose há risco de elevação rápido do açúcar no sangue, então o ideal é consumir de estômago cheio.

Grávidas podem usar o produto, mas crianças só a partir dos 02 anos de idade. É um antibiótico natural e excelente cicatrizante. Na loja vemos vários tipos de Mel associado com outros elementos para fins específicos.

Outros Produtos da Casa do Mel

Após o desastre da Barragem em Brumadinho e posterior alerta para a barragem de Barão de Cocais, os produtores tiveram queda expressiva na venda de seus produtos. Por isto a Associação abriu espaço para que eles pudessem vender outros produtos que não o Mel, mas derivados e produtos com alguma proximidade.

Por isto vemos também na loja licores, vinhos, sabonetes , cachaças e claro, pão de mel.

Embora a visita ao Museu tenha sido meio frustrante – tanto por não ter existido visita guiada como pela total falta de explicação dos maquinários expostos, conhecer a Loja da Casa do Mel e conversar com Maria Barcelos foi um passeio e tanto. Uma verdadeira aula sobre o Mel de Santa Bárbara!

Conheça a Casa do Mel, localizada em Santa Bárbara
A vasta produção dá origem à fabricação de vários outros produtos a base de Mel – Crédito da foto: O queijo vai na mala

*todas as informações deste post foram fornecidas por Maria Barcelos, da Loja da

Casa do Mel, a quem agradecemos imensamente pela carinhosa e rica acolhida.

** Nossa visita foi realizada em junho/2019.

Casa do Mel

Aberto: todos os dias

Horário: de 09 às 12 e de 14 às 17 horas

Para grupos, agendamento prévio no (31) 3832-1616

 

- Advertisement -